POR VALQUÍRIA FERREIRA
Fábio Pereira Ferreira, conhecido como “Birô”, de 31 anos, foi executado com mais de 20 tiros, na manhã de ontem (21). O homicídio ocorreu por volta das 11h30, dentro do Clube de Reggae Birô, de propriedade da vítima, na Avenida Moisés Cutrim, nº 33, na Vila Conceição – área do Altos do Calhau. Por volta das 18h, outra execução foi registrada em São Luís, desta vez no Bairro do Barreto.

SUGESTÃO DE CAPA Fabio Pereia vitima detiro_foto Gferreira (33)Fábio Pereira pode ter sido morto por membros do “Bonde dos 40”. (Foto: G. Ferreira)

De acordo com testemunhas, Birô foi morto por cerca de 10 homens que chegaram ao local em três veículos – Astra branco, Corsa Classic preto e uma moto CB 300 amarela. Foi informado, ainda, que os assassinos teriam chamado a vítima, se identificaram como policiais e depois executaram Birô dentro do clube de reggae, fugindo logo em seguida nos veículos.

A polícia foi comunicada do ocorrido e recolheu, no local do homicídio, cápsulas de pistola ponto 40, de pistola ponto 45, de pistola 380 e de fuzil. Peritos do Instituto de Criminalística (Icrim) fizeram o exame no corpo da vítima e informaram que o homem foi morto com ao menos 20 tiros, na região do tórax, pernas e braços.

Segundo a polícia, Birô pode ter sido morto por motivo fútil, pois os assassinos estariam desconfiados de que a vítima estivesse passando informações para a polícia sobre integrantes da facção criminosa “Bonde dos 40”. Outra hipótese apontada para o assassinato seria vingança, em decorrência de dois homicídios ocorridos na noite de terça-feira (20), no São Francisco, pois os autores seriam amigos de Fábio Pereira e rivais do “Bonde dos 40”.

Mortes no São Francisco – O duplo assassinato ocorreu por volta das 22h, na Avenida Ferreira Gullar, vitimou Ismael Costa França, de 17 anos; e Paulo Henrique dos Santos, 35, mortos por homens que estavam dentro de um Eco Spot vermelho. Na ocasião, Waldemar Costa Pinheiro, pai de Ismael, foi alvejado e encaminhado ao Hospital Djalma Marques, o Socorrão 1.

De acordo com a polícia, Paulo estava em liberdade há uma semana, e foi assassinado enquanto conversava com o adolescente e com Waldemar. A polícia suspeita que os autores do crime sejam de uma facção criminosa existente na região do Alto do Calhau.

Os casos são investigados pela Delegacia de Homicídios, com apoio do 4º Distrito Policial (Vinhais) e do 9° DP (São Francisco).

Trio executa “Dragão” com 11 tiros no Barreto

Em menos de 12 horas da execução ocorrida na Vila Conceição, outro crime com as mesmas características foi registrado na capital maranhense. Desta vez no Bairro do Barreto, tendo como vítima Antônio Maria Gomes, conhecido como “Dragão”, atingido com 11 tiros de pistola ponto 40, sendo quatro somente na cabeça.

SUGESTÃO PARA CAPA Antonio  maria  homicidio  fotos francisco silva (9)“Dragão” foi executado por trio de desconhecidos. (Foto: Francisco Silva)

O crime aconteceu na porta da residência da vítima, na Rua Gomes da Silva, por volta das 18h, e teria sido cometido por três homens que estavam a pé e, sem discutir com “Dragão”, efetuaram os disparos e depois fugiram da mesma forma que chegaram.

Segundo informações da polícia, “Dragão” já esteve preso suspeito pela prática de tráfico de drogas. Ele é irmão de um traficante que age na área do Barreto, conhecido como “Bracinho”, que está preso no Complexo Penitenciário de Pedrinhas.

Até o fechamento desta edição, não havia pistas dos autores do crime e nem da sua motivação. (Por Wellington Rabello)