“MONSTRO DE BOA VISTA”

Depois de alguns dias de investigações e diligências, uma equipe de policiais civis da Delegacia Regional de Santa Inês, em trabalho conjunto com a Delegacia da Mulher de Boa Vista, capital do Estado de Roraima prendeu, na manhã de ontem, Francisco Pinheiro Ramos, 45 anos, natural de Vitória do Mearim. Ele é foragido da justiça daquele Estado, onde tem prisão preventiva decretada, acusado de ter violentado sexualmente suas três filhas menores com idades de 8 anos, 10 anos e 11 anos e ainda ter praticado atos libidinosos com seu filho de apenas seis anos.

Estupros e atentado violento ao pudor – De acordo com informações do delegado Regional de Santa Inês, Paulo Márcio Tavares da Silva, a partir dos contatos com a delegada Gildeane, titular da Delegacia da Mulher daquele Estado, Francisco Pinheiro estuprou suas três filhas e praticou atos libidinosos com seu filho mais novo e, segundo a delegada, os exames periciais realizados nas vítimas já confirmaram os estupros e o atentado violento ao pudor contra o menino. A delegada disse que o procedimento policial já foi encaminhado à justiça de Boa Vista.

Preso ao receber benefício – Paulo Márcio declarou que a prisão de Ramos, o Monstro de Boa Vista, como está sido chamado naquela capital, ocorreu quando ele se dirigia ao Posto de Benefícios do INSS de Santa Inês, onde buscava receber um benefício de auxílio doença no valor de R$ 412,00. O mandado de prisão preventiva cumprido por policiais civis de Santa Inês, foi expedido pela 4ª Vara Criminal da Comarca de Boa Vista, assinado pelo juiz Jesus Rodrigues do Nascimento. Francisco Ramos foi conduzido para a DR de Santa Inês e se encontra à disposição da Justiça.