POR JÔICE BORGES

Por volta de 10h30 da manhã de ontem, 20, agentes do Departamento de Combate a Narcóticos (Denarc) desarticularam uma quadrilha que traficava drogas no bairro São Bernardo.

De acordo com o delegado Couto Júnior, responsável pelo departamento, o Denarc já vinha trabalhando no caso há 46 dias e teve sucesso em prender quatro dos componentes dessa quadrilha.

Foto:GILSON TEIXEIRALevy Junior, Marcos Aurélio, Jorge Souza e Maria Lindalva tripudiaram da polícia na delegacia

Pertencentes à mesma família, Marcos Aurélio Nascimento Santos, 37, conhecido por “Marcos Catita”, Levy Vieira Silva Júnior, o “Júnior Catita”, 22, Jorge Souza de Almeida, 27, o “Jorge Catita” e Maria Lindalva Nascimento Santos, 43, “Maria Catita”, foram presos portando cerca de 6 kg de maconha, 24 papelotes da mesma droga prontos para comercialização, 300 g de merla juntamente com 18 trouxas do mesmo produto já prontas para serem vendidas.

Conforme afirmações do delegado, a família Catita teria recebido 18 kg de maconha e conseguiram repassar para outros traficantes dois terços da droga. Disse ainda que os acusados teriam resistido à prisão tentando fugir pelo quintal da casas de Marcos e Jorge Catita já que as drogas foram encontradas em casas diferentes.

Na casa de Marcos Catita foram encontrados em um quarto, dentro de um cesto de roupas, um tablete de maconha prensada, uma caixa de isopor branca contendo merla e mais R$ 30, juntamente com Marcos Aurélio, foi preso Levy Catita que já tem passagem pela polícia devido à prática de três homicídios, o que ainda vai ser investigado pelo departamento.

Foram encontrados na casa de Jorge e Maria Catita um recipiente plástico que continha maconha em formas avulsa e prensada, 24 cartuchos da mesma substância, sendo onze de tamanho grande e treze em tamanho menor, e mais sete trouxas de merla. Ao lado da casa deles, foram encontrados enterrados dois sacos plásticos com maconha prensada. Segundo Jorge Catita, ele teria sido preso na semana passada, também por porte de entorpecentes, mas foi liberado logo. O Denarc também vai investigar esta ocorrência.

“Os quatro acusados foram autuados em flagrante por tráfico e associação ao tráfico de entorpecentes. Júnior, Marcos e Levy Catita foram encaminhados ao 4º DP (Vinhais) e Maria Catita foi conduzida para a delegacia de Paço do Lumiar”, informou Couto Júnior. Os acusados devem permanecer presos aguardando decisões da Justiça.