Após uma denúncia anônima, informando da ocorrência de tráfico de entorpecentes nas imediações do bairro Cohaserma, policiais federais da Delegacia de Repressão a Entorpecentes (DRE), prenderam, na noite de terça-feira (20), Ulisses Maklen do Nascimento Pinto, Carlos Antônio Polary de Brito, Luis Carlos Rodrigues Marques e Antônio Carlos de Brito Filho, com os quais foram apreendidos cerca de 3,7 kg de pasta base de cocaína, três veículos e cerca de R$ 60 mil.

Fotos:DIVULGAÇÃOUlisses, Polary, Luis Carlos e Antônio Carlos foram autuados em flagrante na sede da PF

Segundo o delegado Rodrigo Moura, durante as diligências no local, foram abordados dois veículos, em cujo interior foram encontrados R$ 34 mil juntamente com a droga. Após investigação com um dos presos em flagrante, os federais se dirigiram à residência de outro acusado, onde foram encontrados mais 700 gramas da droga.

Foram buscar na Bolívia – O delegado Rodrigo Moura, que não participou das buscas e diligências, mas estava no Plantão do DPF, disse que a droga veio da Bolívia, transportada em carro locado em São Luís pelo líder do grupo, Carlos Alberto Polary de Brito, a partir da cidade de Cáceres, no Mato Grosso, fronteira com aquele país.

Além dos quatro traficantes presos, foram apreendidos três veículos com a quadrilha: um Peugeot 206 prata, um Ford KA preto e um VW Fox, e em dinheiro cerca de R$ 60.000, ainda não-totalizados em razão de parte estar acondicionado em cofre ainda não aberto pela perícia. Todos foram autuados em flagrante, por tráfico internacional de entorpecentes e associação para o tráfico, cuja pena pode atingir até 25 anos de reclusão, caso sejam condenados pela Justiça Federal, que vai julgar o processo.