1) Qual a diferença entre uma pessoa ser portadora do HIV e ter AIDS?

Portador do HIV é qualquer pessoa que foi infectada pelo vírus e que na grande maioria das vezes está totalmente saudável. Ter AIDS significa a fase da infecção caracterizada pelo aparecimento de várias doenças e infecções oportunistas, que surgem pela deficiência do sistema imunológico provocado pela ação do vírus.

2) Quanto tempo leva para uma pessoa infectada pelo vírus HIV começar a apresentar sintomas da AIDS?

Não existe um tempo determinado para uma pessoa apresentar os sintomas da AIDS. Depende da resposta imunológica individual e talvez também do tipo de vírus.

3) O coquetel de drogas tem realmente produzido resultados positivos?

Sabemos que muitos pacientes reagem de forma positiva ao coquetel de medicamentos (“esquema tríplice”). São muitos comprimidos e há efeitos colaterais importantes. Existirá sempre a possibilidade de resistência a estas drogas.

4) Quais os estados brasileiros com maior número de casos?

Até o inicio de 1997, houve mais de 100 mil casos notificados com AIDS. A região com maior número de casos é o sudeste (total de 76 mil) sendo São Paulo o mais importante com 54 mil e o Rio de Janeiro com 15 mil. A seguir vem Minas Gerais com 7 mil e Rio Grande do Sul com 5 mil casos. Maiores dados podem ser obtidos no boletim Epidemiológico de AIDS produzido pelo Programa Nacional de Doença Sexualmente Transmissível e DST/AIDS do Ministério da Saúde.

5) Quais os sintomas mais freqüentes da AIDS?

Os sintomas mais freqüentes são, entre outros, a perda de peso, lesões na boca, fraqueza prolongada, febre e/ou tosse persistente, anemia, diarréia prolongada e lesões na pele.

6) Quais os modos mais freqüentes de contaminação?

A transmissão é, em ordem de importância: relação sexual sem proteção (seja heterossexual ou homossexual); compartilhamento de seringas entre usuários de droga; transmissão da mãe para o filho na gravidez e o recebimento de uma transfusão com sangue contaminado. É importante lembrar que não se pega HIV através de insetos.

7) O portador de DST tem mais chance de transmitir o vírus?

Sim. As DSTs com corrimento, feridas e verrugas fragilizam a mucosa que tem a função protetora. Isso facilita a entrada do vírus

8) Qual maneira uma mulher grávida transmite o vírus do HIV ao filho em gestação?

O vírus passa pela placenta, mais o risco aumenta durante o parto (sempre há uma troca de sangue neste momento entre a mãe e a criança) e no período do aleitamento materno, devido a presença do vírus no leite.

9) Bebês de uma mulher com AIDS podem não se infectar pelo vírus?

Com introdução do teste na rotina na fase pré-natal, as mães infectadas devem receber medicamentos, e com isto o risco diminui para menos de 10% de chance de contaminação.

10) O suor de uma pessoa com AIDS transmite para outra pessoa?

Não. A quantidade de vírus no suor é insignificante e não é capaz de contaminar uma outra pessoa

11) Com a ejaculação fora do corpo, á risco de contrair o vírus?

Apenas diminui-se o risco, porém, ainda existe o vírus no líquido de lubrificação do homem e da mulher.

12) Corre-se o risco de pegar AIDS mesmo usando camisinha?

O uso de camisinha é sexo mais seguro. Não é uma garantia absoluta, mas faz a relação sexual ser muito mais segura e é a única opção que existe além da abstinência sexual.

13) quais são as camisinhas mais seguras?

As camisinhas oferecidas no mercado devem ser aprovadas pelo IMETRO, que tem a função de avaliar a segurança dos preservativos. As camisinhas aprovadas tem um selo de qualidade na embalagem.

Drª Honorina Pessoa Costa
Esp. Ginecologia – vídeo-histeroscopia, vídeo-coposcopia e patologia cervical