Com as vagas limitadas das escolas públicas, a maior parte das vagas do ensino superior encontra-se na rede privada. E aí surge novo problema: como arcar com as mensalidades e outras despesas? Atualmente, o estudante interessado pode encontrar opções de financiamento universitário tanto de instituições governamentais quanto linhas de crédito educativo de instituições privadas. Atualmente, o Centro Universitário do Maranhão (Uniceuma) beneficia cerca 500 alunos por meio financiamento próprio ou federal. Entre eles, o Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (FIES), criado 2006, um dos mais procurados pelos estudantes da Instituição, que a partir deste semestre, poderá receber inscrições antes da realização da matrícula. Vale lembrar que os interessados só podem optar por cursos com avaliação positiva no Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes).

O FIES é um programa do Ministério da Educação (MEC) destinado a financiar prioritariamente estudantes de cursos de graduação. Podem solicitar o financiamento, estudantes regularmente matriculados em cursos de graduação presenciais não gratuitos que tenham obtido avaliação positiva no Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes) e que seja oferecido por instituição de ensino superior participante do Programa. O estudante somente poderá solicitar o financiamento para um único curso de graduação em que estiver regularmente matriculado. 'A vantagem do Fies é que dependendo da rendada família do candidato, o Governo financia até 100% o valor do curso. Agora, o aluno não precisa estar matriculado para solicitar o benefício', comentou o assessor financeiro do Uniceuma, Carlos Roberto Fecury Ferreira.

De acordo com Carlos Roberto Fecury Ferreira, os alunos já matriculados também podem solicitar inscrição no FIES. 'Isso é possível, desde que eles fiquem atentos aos prazos do calendário acadêmico que fixa as datas do vestibular, período de matrículas entre outros', ressaltou. A nota adquirida no Exame Nacional de Ensino Médio (Enem) também garante benefícios no FIES, pois a nota mínima exigida possibilita o ingresso direto na Instituição.

Prouni – Outra forma de garantir o ensino superior no Uniceuma por meio do Programa Universidade para Todos (Prouni). Todo o processo é feito pelo próprio aluno por meio do site do http://prouniportal.mec.gov.br/. Os descontos do programa são de 50% e 100%. As chamadas do Prouni para o primeiro semestre de 2012 têm início a partir de amanhã no Uniceuma Renascença.

Para a concessão do programa é preciso apresentar fiador com idoneidade cadastral que tenha renda mínima de dois salários e máxima de cinco salários mínimos. O programa é direcionado para quem não tem graduação. Após a aprovação no vestibular do Uniceuma, o candidato pode solicitar sua inscrição no programa, diretamente na Central de Atendimento da instituição, no Campus Renascença, Rua Josué Montello, Renascença.

O aluno beneficiado com o Crediceuma paga 60% do valor-base da parcela do curso e os 40% financiados serão pagos após a formatura, no mesmo período de duração da graduação. O programa de crédito é uma excelente oportunidade para vestibulandos que não conseguiram financiamento para estudar por meio do governo. A chefe do departamento de assuntos financeiros do Uniceuma, Fabiola Braga, destaca que a maior vantagem do crédito universitário da instituição é que ele tem menos burocracia que os programas do governo. 'A burocracia para requisitar o Crediceuma é menor e a quantidade de parcelas permite a pessoa quitar o financiamento depois que ela estiver formada', explicou.

Os interessados no Crediceuma devem comparecer a Central de Atendimento ao Cliente do Uniceuma no Campus Renascença com documentos que comprovem as condições exigidas pelo programa. Os cursos e a disponibilidade de vagas para o Crediceuma estão disponíveis no site da instituição: www.ceuma.br. Ou pelo telefone: (98) 3214-4270.