Quatro pessoas morreram em um acidente registrado no Km 331,4 da BR-222, nas imediações do povoado Acoque, no município de Vitória do Mearim, localizado a 180 quilômetros de São Luís. O fato aconteceu por volta das 6h de ontem (18). Três das vítimas morreram ainda no local e uma a caminho do hospital. Outras três permanecem internadas, em estado grave.

De acordo com informações repassadas pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), um grupo formado por sete pessoas, que seguiam na BR pelo acostamento, foi atropelado por um veículo Fiat Palio, desgovernado, de cor branca e placa APM-4884, de Curitiba. As vítimas, em sua maioria, pertenciam a uma mesma família e estavam retornando de um culto evangélico.

Conforme informações repassadas pelo investigador Sousa Neto, da Delegacia de Vitória do Mearim, a suspeita é de que o condutor do carro, identificado como Francisco Rodrigues Farias, teria dormido ao volante ou estaria embriagado, quando seguia para São Luís. Ele fugiu do local, sem prestar socorro às vítimas.

Segundo relatos colhidos pela polícia, o veículo havia sido alugado em São Luís, na locadora Única. Minutos depois do acidente, o Fiat Palio foi encontrado abandonado nas proximidades do posto da PRF, no povoado São Francisco, na BR-135, nas imediações do município de Itapecuru-Mirim, onde permanece retido.

Entre as vítimas que morreram no local estava Irismar Lisboa Costa, de 33 anos; Lindalva Cutrim Arouche, 53, e Ricardo Sousa Lisboa, de apenas 6 anos. Luís Gonzaga de Freitas, cuja idade não foi informada, teria morrido a caminho do Hospital Municipal Dr. Clementino Moura, o Socorrão 2, em São Luís. Outras três pessoas permanecem internadas em estado grave, na mesma unidade de saúde. Elas foram identificadas como Kelly Araújo de Freitas, de 20 anos; Maria Silva Araújo, 40; e Miram Cristina de Sousa, 7.

Todos os mortos e feridos residiam no povoado Acoque, localizado a 18 quilômetros da sede de Vitória do Mearim. Moradores da localidade ameaçaram cortar a via, para interditar a BR como sinal de protesto. Uma equipe da PRF foi encaminhada para o local, para contornar a situação. Até o fechamento desta edição, o causador do acidente não havia sido capturado.

(Por Gabriela Saraiva)