Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Agência de viagens desmente a si mesma

Agência de turismo muda versão de conversa gravada Em nota, agência nega o que informou três dias antes, ou seja, que as sete passagens dos amigos de Roseana foram pagas com a cota da senadora

A agência Sphaera Turismo mudou ontem (16) a versão sobre a viagem, de São Luís a Brasília, de sete familiares e amigos da líder do governo no Congresso, senadora Roseana Sarney (PMDB-MA). A empresa divulgou nota afirmando que as passagens aéreas dos amigos da senadora não foram emitidas pela cota parlamentar do Senado.

O próprio documento, com apenas cinco linhas (ver íntegra abaixo), afirma que a declaração foi produzida “a pedido da Excelentíssima Senhora Senadora Roseana Sarney”. Na sexta-feira, um funcionário da Sphaera, cujo nome a reportagem prefere preservar, disse que os bilhetes de Heitor Heluy, Sebastião Murad, Eduardo Haickel, Henry Dualibe, Rosa Lago, Tereza Sarney e Adalberto Furtado foram pagos com “a cota da senadora Roseana Sarney”.

A conversa foi gravada e durou seis minutos. No primeiro telefonema, o repórter do site informa estar em poder de uma lista e ter o desejo de confirmar quem pagou as passagens. Transcorre o seguinte diálogo: 

REPÓRTER – Eu estou com uma lista aqui de umas pessoas que voaram pela Sphaera Turismo. Eu queria ver contigo aí quem foi que pagou a passagem deles, por qual bilhete que saiu.
FUNCIONÁRIO – Você está com o nome do pessoal aí?
REPÓRTER – Tô. É o Heitor Heluy…
FUNCIONÁRIO – Péra aí. Heitor? O último nome dele é qual?
REPÓRTER – [soletra sobrenome]
FUNCIONÁRIO – O outro…
REPÓRTER – Sebastião.
FUNCIONÁRIO – Sebastião…
REPÓRTER – Murad, com D mudo.
FUNCIONÁRIO – Outro.
REPÓRTER – Eduardo…
FUNCIONÁRIO – Eduardo…
REPÓRTER – Haickel. [soletra sobrenome]. Aí tem Henry [soletra nome]. Dualibe, do jeito que fala.
FUNCIONÁRIO – Dualibe?
REPÓRTER – Duailibe. Rosa Lago. Teresa, com “s”.
FUNCIONÁRIO – Teresa…
REPÓRTER – Sarney.
FUNCIONÁRIO – Não entendi.
REPÓRTER – Sarney.
FUNCIONÁRIO – Sarney.
REPÓRTER – E Adalberto… Furtado.
FUNCIONÁRIO – Adalberto Furtado. Com quem eu falo?
REPÓRTER – Com Eduardo.
FUNCIONÁRIO – Eduardo, você é de onde?
REPÓRTER – Eu sou Eduardo Militão.
FUNCIONÁRIO – Eduardo, de onde?
REPÓRTER – Congresso em Foco.
FUNCIONÁRIO – Aí você quer saber qual foi o órgão que pagou isso aqui?
REPÓRTER – É, isso.

O funcionário manda esperar na linha e depois volta a questionar o Congresso em Foco:

FUNCIONÁRIO – Você tem a data da passagem deles? É todo mundo o mesmo trecho?
REPÓRTER – Parece que é o mesmo trecho. Acho que é São Luís–Brasília.

Em seguida, há uma espera até a ligação cair. O repórter faz uma nova ligação à agência, em que o pagamento dos bilhetes é confirmado: foi da cota de Roseana Sarney.

REPÓRTER – Oi, [FUNCIONÁRIO], é o Eduardo Militão de novo. A ligação tinha caído.
FUNCIONÁRIO – Deixa eu te falar. Foi… pra cota da senadora Roseana Sarney.
REPÓRTER – Ah, tá. Senadora Roseana Sarney, né?
FUNCIONÁRIO – Isso.
REPÓRTER – Foi no dia 8 e 9 de março, né?
FUNCIONÁRIO – Isso.
REPÓRTER – Então tá bom. 

 
A íntegra da declaração da Sphaera, feita a pedido de Roseana:

“Declaração

Declaramos, à [sic] pedido da Excelentíssima Senhora Senadora Roseana Sarney, que as passagens aéreas para os passageiros abaixo relacionados, objeto da matéria constante do blog [sic] Congresso em Foco, não foram emitidas pela cota de passagem oficial do Senado Federal: Heitor Heluy, Sebastião Murad, Eduardo Haickel, Henry Dualibe, Rosa Lago, Tereza Sarney e Adalberto Furtado,

Brasília 16 de Março de 2009”

(Do Congresso em Foco)

Carregando