Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Começa Programa de Perenização na Baixada com construção de barragem

Atendendo a uma antiga reivindicação da população da Baixada Maranhense, o governador Jackson Lago assinou nesta segunda-feira (23), em Viana, protocolo de intenções com o Consórcio da Região dos Lagos (Conlagos) para construção da barragem do Rio Cajari (Maracu), primeira grande obra prevista no Programa de Perenização das Águas Doces da Baixada Ocidental Maranhense, lançado na mesma solenidade de assinatura do protocolo.

Atendendo a uma antiga reivindicação da população da Baixada Maranhense, o governador Jackson Lago assinou nesta segunda-feira (23), em Viana, protocolo de intenções com o Consórcio da Região dos Lagos (Conlagos) para construção da barragem do Rio Cajari (Maracu), primeira grande obra prevista no Programa de Perenização das Águas Doces da Baixada Ocidental Maranhense, lançado na mesma solenidade de assinatura do protocolo.
 
Com a iniciativa, o Governo do Estado firma um compromisso com a Baixada: o compromisso de que os sete grandes lagos – Viana, Cajari, Penalva, Formoso, Itans, Apuí e Aquiri – não vão mais secar. Ao todo serão beneficiados 21 municípios e uma população de 25 mil famílias. Só para a construção da barragem, o governo vai investir recursos no valor de R$ 46,7 milhões. Na execução de todas as ações do programa serão R$ 132 milhões.
 
“Esse é um momento importante para a libertação econômica de grande parte da população da Baixada. O projeto visa perenizar as águas doces da Baixada, que serão contidas através de sistema de barragem para permitir que durante os doze meses do ano grandes projetos de piscicultura, agricultura irrigada e de turismo ecológico possam acontecer, isso vai mudar a natureza econômica e social da baixada maranhense”, destacou o governador.  
 
Além de evitar o escoamento das águas doces que acontece durante o período de estiagem, de julho a dezembro, a barragem vai proteger e aumentar as diversas espécies de peixe existentes na região, proporcionado o crescimento da atividade pesqueira, principal vocação da população. Ela terá comportas mecânicas para reter a água doce do lago de Viana e impedir a entrada de água salgada durante as marés elevadas.
 
Década de 80 – A idéia de construção da barragem foi proposta ainda na década de 80 pelo Departamento Nacional de Obras de Saneamento (DNOS), mas acabou esquecida depois da extinção do órgão. No início do governo Jackson Lago, o projeto foi recuperado e atualizado pelo Departamento de Estudos e Planejamento Hidrológico da Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Naturais. Outra obra prevista no programa é a construção de um dique para acompanhar o percurso do Rio Mearim, desde a MA-014, entre Viana e Vitória do Mearim, até Bacurituba.
 
Ele vai atravessar os municípios de Matinha, Olinda Nova, São Vicente Férrer, São João Batista e Cajapió, numa extensão de 70 quilômetros. Sua função será a de barrar as águas salgadas do Rio Mearim, que invadem a Baixada durante o verão através dos igarapés.
 
A vocação natural da Baixada Ocidental Maranhense é a piscicultura e o maior benefício que o Programa de Perenização vai trazer é o de estender a atividade pesqueira também para os seis meses de estiagem. Com isso será possível implantar Arranjos Produtivos Locais voltados para a criação de peixes característicos da região.
 
Projeto – O Projeto de Perenização das Águas Doces da Baixada prevê a construção de diques de grande e pequeno porte. A iniciativa tem como objetivo impedir a salinização dos lagos de água doce, nos municípios pertencentes à Baixada Maranhense, para evitar a mortandade de espécies que não sobrevivem à salinização.
 
As intervenções que serão realizadas pelo projeto buscam, ainda, reter a água para conservar as mesmas condições do inverno no verão, evitando o contraste de se ter água transbordando no período chuvoso e seca total no verão. Está previsto também a conclusão da barragem de São Vicente de Férrer. Parcialmente executada na década de 80, pelo então DNOS, os serviços consistem no fechamento dos pontos de fuga e execução dos vertedouros.
 
O presidente da Assembléia Legislativa, Marcelo Tavares, destacou que mais uma vez o governador Jackson Lago demonstra seu compromisso com o povo maranhense ao lançar o projeto. “Essa importante ação do governo soma-se a tantas outras já realizadas no Maranhão como a construção de mais de cem escolas, asfaltamento de inúmeras estradas, construção da ponte sobre o Rio Tocantins e o Projeto Rio Anil, entre outras”, lembrou.
 
Os deputados Nonato Aragão e Chico Leitoa (estadual) e Julião Amim (federal) também participaram do evento, que contou com as presenças de prefeitos da região, vereadores, secretários, estudantes e presidentes de associações. Os secretários de Estado presentes foram representados pela secretária de Administração, Helena Castro. (Informações do Governo do Estado)

Carregando