Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Motorista de ônibus acidentado em Açailândia presta depoimento

O motorista da empresa Transbrasiliana, Francisco Lopes, 33 anos, condutor do ônibus que se acidentou na madrugada da última quinta-feira, 27, se apresentou na manhã de ontem, 31, à Polícia Civil em Açailândia, onde prestou depoimento.

O motorista da empresa Transbrasiliana, Francisco Lopes, 33 anos, condutor do ônibus que se acidentou na madrugada da última quinta-feira, 27, se apresentou na manhã de ontem, 31, à Polícia Civil em Açailândia, onde prestou depoimento. No acidente, 10 pessoas morreram e 25 ficaram feridas. Entre essas, 5 ainda estão em estado grave. Uma delas é a funcionária da Secretaria da Fazenda do Estado do Tocantins, Terezinha Barros Silva, mãe da nutricionista Bárbara Barros Carvalho, uma das vítimas fatais do acidente. Outra pessoa com ferimentos graves, Lidiane de Sousa Guimarães, foi transferida ontem de um hospital de Açailândia para Teresina. Lidiane vai passar por cirurgias reparativas.
 

Francisco Lopes chegou à delegacia acompanhado do advogado Rodrigo Maia, que afirmou que o motorista está muito abalado e somente agora teve condições de se apresentar para prestar depoimento. Segundo o advogado, Francisco disse que o acidente foi provocado por um animal na pista e que trafegava com velocidade de 45 km por hora ao entrar na curva.  Devido à manobra, o ônibus saiu da pista e acabou descendo o abismo, tombando várias vezes até chegar ao fundo do buraco de mais de 70 metros de altura.

A informação prestada pelo motorista Francisco Lopes à polícia não bate com as declarações dos sobreviventes, que denunciaram que ele desenvolvia alta velocidade quando dobrou na curva conhecida como "Curva da Morte", no Km 640 da BR-222, próximo ao Distrito de Pequiá, no município de Açailândia. (Do Jornal O Progresso)

 

 

Carregando