Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

PF deflagra Operação Sentença II

A Polícia Federal desencadeou hoje, 24, a Operação Sentença II, que tem a finalidade de reprimir crimes previdenciários, na capital maranhense, através da identificação e indiciamento de beneficiários de pensões por morte e aposentadorias concedidas ilegalmente pela ex-servidora do INSS, Anália de Medeiros.

A Polícia Federal desencadeou hoje, 24, a Operação Sentença II,
que tem a finalidade de reprimir crimes previdenciários, na capital
maranhense, através da identificação e indiciamento de beneficiários de
pensões por morte e aposentadorias concedidas ilegalmente pela
ex-servidora do INSS, Anália de Medeiros.

Trata-se da continuação da Operação Sentença I, realizada em dezembro de
2006, onde foi presa a referida servidora em razão da inserção falsa de
dados nos sistemas do INSS visar à concessão fraudulenta de benefícios
previdenciários. Na ocasião, foram presos ainda onze envolvidos, acusados
de arregimentar pessoas interessadas em obter ilegalmente tais benefícios.

Os trabalhos realizados na Operação Sentença II envolvem cerca de 30
policiais federais e devem estender-se até o próximo dia 26, com o
indiciamento e interrogatório de mais de 100 ex-beneficiários do INSS.
Houve também a cooperação de funcionários deslocados pelo Ministério da
Previdência Social que realizaram, ao longo dos dois últimos anos,
auditorias em todos os benefícios concedidos pela referida servidora.

Em 2006, por ocasião da Operação Sentença I, análises realizadas por
amostragem em alguns benefícios, feitas por servidores do Ministério da
Previdência Social, estimaram prejuízos de aproximadamente R$ 3,3 milhões
aos cofres da União.

O título “Operação Sentença” é uma alusão ao ato pelo qual o juiz que põe
fim ao processo, distribuindo o direito equanimente, dando a cada um o
que é realmente seu e promovendo, assim, a pacificação social. (Da Ascom/PF-MA)

Carregando