Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Bacabal: Carunga é condenado por matar esposa e enteados

Em sessão do Tribunal do Júri Popular realizada nesta quarta-feira (12), no município de Lago Verde, o Conselho de Sentença condenou por homicídio qualificado o réu José Antônio Brandão da Silva, vulgo ‘Carunga’. Ele matou a pauladas sua companheira, Maria José Nascimento, e os três enteados.

Em sessão do Tribunal do Júri Popular realizada nesta quarta-feira (12), no município de Lago Verde, o Conselho de Sentença condenou por homicídio qualificado o réu José Antônio Brandão da Silva, vulgo “Carunga”. Ele matou a pauladas sua companheira, Maria José Nascimento, e os três enteados.

O crime aconteceu no dia 2 de agosto de 2002, no povoado Bananeira, sem motivo aparente. Segundo o depoimento do próprio réu, ele matou primeiro a companheira e depois os enteados, somente para que estes não falassem a ninguém sobre o crime.

O juiz da 1ª Vara de Bacabal, Osmar Gomes dos Santos, que presidiu o júri, fixou a pena em 51 anos de reclusão, além de imputar ao réu o pagamento das custas processuais. A pena deverá ser cumprida em regime fechado, na Penitenciária Agrícola de Pedrinhas. Ele negou a Carunga o direito de apelar em liberdade face à perversidade do crime. 

Funcionou na acusação o promotor de Justiça Márcio Cruz, e na defesa, o advogado Francisco Batista Tosta. (Da Ascom / Corregedoria Geral da Justiça)

Carregando