Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Prefeitura realiza operação de combate a construções irregulares no Anel Viário

A Prefeitura de São Luís, por meio das secretarias municipais de Obras e Serviços Urbanos (Semosp) e de Meio Ambiente (Semman), realizou, na manhã desta quarta-feira (06), no Anel Viário, mais uma etapa da operação que tem como objetivo coibir ações de construções irregulares na capital.

A Prefeitura de São Luís, por meio das secretarias municipais de Obras e Serviços Urbanos (Semosp) e de Meio Ambiente (Semman), realizou, na manhã desta quarta-feira (06), no Anel Viário, mais uma etapa da operação que tem como objetivo coibir ações de construções irregulares na capital. Técnicos e fiscais da Prefeitura retiraram entulhos de construções que foram depositados em área de mangue.

No local, próximo à Passarela do Samba, funciona uma Unidade Receptora de Pequenos Volumes (URPV), um ponto de recebimento de resíduos que são coletados, selecionados e enviados para o Aterro da Ribeira.

“Estamos seguindo uma determinação do prefeito João Castelo para deixar a cidade mais limpa e mais organizada, priorizando o meio ambiente e o paisagismo”, assegurou o secretário-adjunto de Obras e Serviços Urbanos, Ricardo Medeiros.

A ação conjunta contou, ainda, com o apoio da Polícia Militar do Maranhão (PMMA) e de equipes da Secretaria Municipal de Segurança com Cidadania (Semusc), que foram chamados para recolher usuários de droga que estavam disfarçados de catadores de lixo. “Logo que chegamos, eles, que se escondiam em pequenas construções dentro da área do mangue, mostraram-se hostis, então pedimos a ajuda da PM”, explicou Medeiros.

Flagrante – Na última terça-feira (05), as equipes da operação flagraram a empresa de construção civil Inpar Projeto Ltda no momento em que estava depositando resíduos de uma de suas obras às margens do rio Pimenta, no Olho d´Água. A empresa foi notificada por crime contra o patrimônio ambiental e será denunciada ao Ministério Público (MP).

“Os fiscais estão espalhados pela capital para conter as irregularidades e esperamos contar com o apoio da comunidade em geral e da classe empresarial, pois vamos fazer valer a lei de preservação ambiental e do ordenamento urbano para deixar a cidade melhor”, finalizou Medeiros.

A operação conta, também, com o apoio técnico de equipes da Secretaria Municipal de Urbanismo e Habitação (Semurh).

Carregando