Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Projeto garante revitalização da nascente do Rio Preguiças

O secretário de Estado de Estado de Meio Ambiente e Recursos Naturais, Vitor Mendes, representou a governadora Roseana Sarney na solenidade

Com a presença de quatro secretários de Estado, o Instituto de Agronegócios do Maranhão (Inagro), com patrocínio Petrobras, por meio do Programa Petrobras Ambiental, lançou, nesta terça-feira (31), o Projeto Revegetação das Nascentes do Rio Preguiças. O secretário de Estado de Estado de Meio Ambiente e Recursos Naturais, Vitor Mendes, representou a governadora Roseana Sarney na solenidade.

O secretário de Meio Ambiente, Vitor Mendes, destacou a relevância de revitalizar a nascente do Rio Preguiças. “O Governo do Maranhão garante todo o apoio necessário para iniciativas como esta”, afirmou.

A solenidade de lançamento, realizada da sede da Federação das Indústrias do Estado do Maranhão (Fiema), contou com a presença de diversas autoridades e de moradores de povoados beneficiados com o projeto.

O Rio Preguiças nasce nas chapadas do município de Santana do Maranhão, percorrendo terras dos municípios de Santa Quitéria e de Barreirinhas. De acordo com o presidente do Inagro, José Jesus Ataíde, o rio é importante no aspecto ambiental, econômico e social. Ele alertou que o Preguiças estava sendo degradado, principalmente em sua nascente.

O projeto, segundo José Jesus Ataíde, vai recuperar e preservar as matas ciliares de uma área de 35 hectares, ao longo das margens da Lagoa Traíra de Ouro, que compõe a área nas proximidades da nascente. O objetivo, também é assegurar a perenidade do rio.

“É uma proposta aprovada em seleção pública por meio do Programa Petrobras Ambiental. Estamos acompanhando a execução do projeto que, de saída é um sucesso, pois reúne um amplo número de parceiros, incluindo Governo do Estado, prefeituras, empresários e a comunidade”, afirmou a gestora de projetos da Petrobras, Thais Dutra. O compromisso do Governo do Estado é apoiar a execução do projeto e consolidar a continuidade das atividades.

O projeto já começou a ser colocado em prática, em março, com a montagem de um viveiros, na própria área da nascente, com capacidade para a produção de 50 mil mudas. Deste laboratório sairão 43 mil pés de bacuri, piqui, açaí, pau-pombo, bacará, entre outras, que serão utilizados no plantio da área degradada ao longo da Lagoa Traíra de Ouro, que possui cerca de 1 quilômetro de comprimento e média de 50 a 200 metros de largura. O local será protegido por uma cerca de cerca de 8 quilômetros.

A meta é realizar três treinamentos de Educação Ambiental voltados para moradores de povoados próximos da nascente e dois seminários. O término do projeto está previsto para 2013, quando Thais Dutra espera que a comunidade assuma a continuidade as ações, com o apoio das instituições parceiras.

O lavrador Paulino Silva, 46 anos, presente na solenidade, participou do primeiro treinamento que envolveu 60 pessoas. Ele disse que os estudos estão mostrando uma nova forma de olhar a mata e o rio. Membro de uma das 20 famílias do povoado Vereda, em Barreirinhas, ele chamou a atenção para a necessidade de conservar o Rio Preguiças.

Solenidade

Ambientalistas e diversas autoridades participaram da solenidade de lançamento do projeto, entre as quais os secretários de Estado de Estado de Agricultura, Pecuária e Pesca, Claudio Azevedo; de Minas e Energia, Ricardo Guterres; e a de Desenvolvimento Agrário, Conceição Andrade.

Para o secretário de Minas e Energia a parceria e patrocínio da Petrobras e a iniciava do Inagro de ampliar o número de parceiros são relevantes e dignos de exemplos.“Trabalhos bem coordenados como este são sempre bem sucedidos”, observou.

Na opinião do coordenador do Projeto, engenheiro Agrônomo Francisco Soares da Silva, a preocupação é assegurar a perenidade do rio, além de promover ações de educação e gestão ambientais. Ele fez uma exposição detalhada do projeto de recuperação e preservação das matas ciliares das nascentes do Rio Preguiças, o que vai criar condições de estagnar o processo de degradação.

De acordo com o prefeito de Barreirinhas, Albérico Filho, o sucesso do projeto deve-se, a consolidação das políticas públicas realizadas em parcerias amplas em favor do desenvolvimento sustentável.

Rio Preguiças

De acordo com o presidente do Inagro, José Jesus Ataíde, o Rio Preguiças, além de seu valor ambiental inestimável para a Região dos lençóis maranhenses tem uma grande representação econômica, no setor de turismo, ao longo do município de Barreirinhas. Explicou ainda ao presente o valor social do rio que proporciona renda para lavradores que usam as águas do Preguiças para produzir banana, feijão, milho e arroz.

O Inagro é a instituição responsável pela concepção e realização do projeto, que será desenvolvido nas nascentes do Rio Preguiças, na divisa dos municípios de Santana do Maranhão, Barreirinhas e Santa Quitéria.

Carregando