Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

O incrível “game pirata” em que a pirataria faz com que você perca o jogo

A ideia de Game Dev Tycoon – primeiro jogo da produtora Greenheart Games – era levar o jogador até o início da indústria dos games; desenvolvendo seus próprios jogos de garagem, criando sua empresa e evoluindo nos negócios rumo ao infinito e além. O jogo, lançado em 2013, custa apenas 8 dólares por download e […]

A ideia de Game Dev Tycoon – primeiro jogo da produtora Greenheart Games – era levar o jogador até o início da indústria dos games; desenvolvendo seus próprios jogos de garagem, criando sua empresa e evoluindo nos negócios rumo ao infinito e além. O jogo, lançado em 2013, custa apenas 8 dólares por download e roda em Mac e PC.
No entanto, a grande sacada da Greenheart Games (prevendo a pirataria da qual seria vítima) foi subir uma versão alterada de “Game Dev Tycoon” nos principais sites de download grátis, com uma descrição que dizia ser “crackeada” e pronta para jogar.

Mensagem na tela do jogo "Game Dev Tycoon" avisa o jogador pirata que a pirataria vai acabar com sua empresa.

Mensagem na tela do jogo “Game Dev Tycoon” avisa o jogador pirata que a pirataria vai acabar com sua empresa.

Na versão “pirata” do game, o jogador consegue chegar até um certo nível do qual ele não conseguia evoluir e de onde sua empresa sai direto para a falência. Quer coisa mais genial? Através da metalinguagem e do game design, os criadores de “Game Dev Tycoon” conseguiram explicar pros usuários de jogos piratas como o download ilegal estava falindo sua própria empresa…

E os resultados da experiência são bizarros: 93% das pessoas tinham baixado a versão pirata do game (e olha que estamos falando de um jogo independente, que custa só 8 dólares – ou algo como 16,33 reais). Mais: os usuários da versão pirata passaram a compartilhar mensagens desesperadas pra descobrir como ganhar o jogo e saber o que eles poderiam fazer contra a “pirataria” dentro da história de “Game Dev Tycoon”.

2

No mínimo um jeito muito inteligente de fazer as pessoas pararem pra pensar na pirataria que consomem, né, não?

(Fonte: Superinteressante)

Carregando