Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Supercapacitor carrega bateria de celular em segundos

A estudante americana Eesha Khare ficou em segundo lugar no Prêmio Jovem Cientista da Fundação Intel   A estudante americana Eesha Khare, 18 anos, criou uma bateria que pode ser recarregada totalmente em 20 ou 30 segundos. A invenção foi apresentada à Intel, que considerou a novidade revolucionária. O dispositivo, uma espécie de supercapacitor, consegue […]

A estudante americana Eesha Khare ficou em segundo lugar no Prêmio Jovem Cientista da Fundação Intel

 

A estudante americana Eesha Khare ficou em segundo lugar no Prêmio Jovem Cientista da Fundação Intel

A estudante americana Eesha Khare ficou em segundo lugar no Prêmio Jovem Cientista da Fundação Intel

A estudante americana Eesha Khare, 18 anos, criou uma bateria que pode ser recarregada totalmente em 20 ou 30 segundos. A invenção foi apresentada à Intel, que considerou a novidade revolucionária.

O dispositivo, uma espécie de supercapacitor, consegue armazenar uma grande quantidade de energia em uma estrutura pequena. O sistema aguenta 10 mil ciclos de recarga, o que significa 10 vezes mais potência do que a maioria das baterias recarregáveis. Não há risco de vazamento porque não há fluidos dentro dele.

Tudo isso graças à nanotecnologia. O supercapacitor consegue guardar muita energia em pouco espaço, carrega rápido e se desgasta mais devagar que baterias atuais.

Khare usou a bateria para alimentar lâmpadas de LED. Mas imagina o uso do dispositivo em celulares e em outros aparelhos alimentados por baterias que precisam de recarga constantemente.

A estudante ressalta que há muitas aplicações e vantagens para esse tipo de bateria. Ela é flexível e pode ser usada também em telas finas e em roupas.

A invenção rendeu a Khare o segundo lugar no Prêmio Jovem Cientista da Fundação Intel, na Feira Internacional de Ciência e Engenharia da Intel, que aconteceu nos Estados Unidos. A garota recebeu aproximadamente 100 mil reais pela invenção. Em primeiro lugar ficou Henry Lin, que criou um modelo para simular milhares de galáxias.

A estudante americana Eesha Khare ficou em segundo lugar no Prêmio Jovem Cientista da Fundação Intel

(Fonte: Info)

Carregando