Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Nelma Sarney recebe representantes da sociedade civil de Buriticupu

A corregedora da Justiça do Maranhão, desembargadora Nelma Sarney, recebeu na tarde desta quinta-feira (08) uma comissão de representantes do Fórum de Políticas Públicas da Cidade de Buriticupu

m_08052014_1625

Encontro serviu para ouvir representantes de entidades locais. (Foto AsscomCGJMA)

A corregedora da Justiça do Maranhão, desembargadora Nelma Sarney, recebeu na tarde desta quinta-feira (08) uma comissão de representantes do Fórum de Políticas Públicas da Cidade de Buriticupu. Os representantes solicitaram o encontro com a finalidade de expor algumas reivindicações da sociedade local, bem como pedir solução para questões que envolvem a Justiça.

Uma das solicitações feitas pelos representantes foi a nomeação de um juiz para a comarca, em decorrência da promoção do juiz Ailton Gutemberg para a Comarca de Codó no início do ano. Nelma Sarney disse que apesar de promovido, o juiz Ailton continua respondendo por Buriticupu até que seja designado novo magistrado, o que deverá ocorrer após a finalização do concurso.

Marlucia Azevedo dos Reis, servidora pública e membro da Rede Justiça nos Trilhos, destacou que apesar do empenho do juiz ele não consegue absorver a demanda processual que é alta na cidade. Ela também falou sobre a dificuldade de pessoas que já atingiram a maternidade para obtenção da 1ª via do registro civil. A corregedora solicitou à Coordenadoria das Serventias, unidade ligada à Corregedoria e responsável pela fiscalização do trabalho dos cartórios, que acompanhe o caso no sentido de encontrar a solução adequada.

Para Marlucia, o Município de Buriticupu enfrenta graves problemas e que a reunião com a corregedora é uma oportunidade de dar visibilidade ao clamor dos cidadãos locais. “Enfrentamos todo tipo de problema na cidade atualmente, mas os casos de violência que mais têm preocupado estão relacionados a assassinatos, estupros, pedofilia, tráfico e conflitos agrários”, disse.

Nelma Sarney acredita que o contato com lideranças comunitárias e representantes de entidades civis é importante para ampliação do diálogo entre administração pública e sociedade. “Esse tipo de diálogo é importante porque por meio dele é possível a constatação de realidades distintas que contribuem para a tomada de decisão do gestor público. Diante do exposto, vamos tomar as providências necessárias na nossa esfera de competência, bem como dialogar com outros órgãos para a busca de soluções conjuntas”, enfatizou.

O ouvidor do Poder Judiciário, desembargador Paulo Velten, também participou do encontro e ratificou que o Judiciário atuará naquilo que for sua competência direta. Compõem o Fórum de Políticas Públicas de Buriticupu a Rede Justiça nos Trilhos, o Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Sindicato dos Trabalhadores da Agricultura Familiar, Movimento dos Sem Terra, Cáritas Diocesana de Viana e o Sindicato dos Servidores Municipais. Assessoria de Comunicação

Carregando