Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Rodoviários fecham acordo com empresários e não haverá greve

Sugestão proposta pelo MPT-MA foi aceita pelos sindicatos patronal e obreiro

O Sindicato dos Rodoviários e o Sindicato das Empresas de Transporte (SET) celebraram acordo na tarde desta quinta-feira (26), no Ministério Público do Trabalho no Maranhão (MPT-MA), em São Luís. Os trabalhadores receberão 8,5% de reajuste nos salários e terão direito a um novo benefício: o plano odontológico. O aumento e o plano entrarão em vigor a partir de 1º de maio, data base da categoria.

acordo-celebrado-2

Em clima de total descontração, rodoviários e os patrões fecharam acordo que dá fim à possibilidade de greve

O percentual de 8,5% foi proposto pelo procurador do Trabalho Marcos Rosa, responsável por conduzir as negociações este ano. Segundo ele, com a definição do aumento salarial e a concessão do plano odontológico, os dois sindicatos só precisam assinar um aditivo na Convenção Coletiva de Trabalho 2015/2016 para finalizar o acordo histórico.

“Nossa preocupação era evitar que uma greve fosse desencadeada, prejudicando a população. A audiência foi muito produtiva e o acordo veio em um tempo menor do que havíamos previsto”, ressaltou Marcos Rosa.

Sobre um possível aumento nas tarifas de passagens, o procurador esclareceu que o MPT-MA não possui atribuições para tratar de reajuste de tarifas. “Este assunto é estranho às relações trabalhistas. Nossa audiência tratou exclusivamente do aditivo à Convenção Coletiva. Caberá ao SET e aos poderes concedentes [prefeitura de São Luís e Governo do Estado] discutirem esse tema em reunião particular”.

Entenda o caso

O Sindicato dos Rodoviários e o SET não tinham entrado em acordo com relação às cláusulas de natureza econômica da Convenção Coletiva. O MPT-MA foi acionado para mediar as negociações. A primeira audiência ocorreu na quarta-feira (25), na qual foram apresentadas as propostas dos dois sindicatos e a do procurador Marcos Rosa. Após discutirem em assembleia os termos propostos, os sindicatos participaram de nova audiência nesta quinta-feira (26) e acataram a sugestão do MPT de reajuste de 8,5%, além da concessão de plano odontológico.