Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Volkswagen admite problema em mais de 11 milhões de carros

Investigações posteriores podem fazer esse número ser reavaliado

wolksProblema em um software de controle de emissão de poluentes usado em motores a diesel de automóveis do grupo alemão Volkswagen nos Estados Unidos e na Europa envolve mais de 11 milhões de veículos no mundo, admitiu ontem a companhia multinacional.

A Volkswagen mundial anunciou que vai fixar uma provisão financeira de mais de 6,5 bilhões de euros (US$ 7,2 bilhões) no balanço do terceiro trimestre, para tentar esforços visando restaurar a confiança dos consumidores nesses mercados. A montadora assinalou ainda que investigações posteriores podem fazer esse montante ser reavaliado.

As discrepâncias no programa estão em 189 motores a diesel tipo EA (2.0 de quatro cilindros) e, supostamente, seriam uma fraude de adulteração para burlar a legislação e se beneficiar do mercado em relação à concorrência, com carros que, na prática, seriam mais poluentes do que os testes indicaram. Segundo especialistas na área automotiva que preferiram não se identificar, como as normas brasileiras não permitem o uso de diesel em automóveis, o problema não teria chegado ao Brasil.

Ainda de acordo com comunicado da própria Volkswagen, um perceptível desvio entre os resultados de testes, em relação ao uso dos veículos rodando nas estradas, foi constatado somente nesse tipo de motor, e a empresa diz que está trabalhando intensamente para eliminar esses desvios por meio de medidas técnicas. A montadora está em contato com as instâncias legais e com a autoridade de transporte alemã, que não tolera nenhum tipo de violação das leis de qualquer natureza.

Carregando