Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Extremista queria matar príncipe Charles para tornar Harry rei da Inglaterra

Para se vingar contra o preconceito que sofreu por ser ruivo, um britânico planejou matar o príncipe Charles, primeiro na linha de sucessão ao trono britânico, para que o filho dele, o príncipe Harry – que também é ruivo -, assumisse o trono. Mark Colborne, de 37 anos, foi condenado com base na legislação de […]

Foto: Reprodução

Para se vingar contra o preconceito que sofreu por ser ruivo, um britânico planejou matar o príncipe Charles, primeiro na linha de sucessão ao trono britânico, para que o filho dele, o príncipe Harry – que também é ruivo -, assumisse o trono.

Mark Colborne, de 37 anos, foi condenado com base na legislação de saúde mental britânica. Ele, que está sendo chamado de “extremista ruivo” pela imprensa britânica, foi preso em junho e considerado culpado, em setembro, por planejar atos terroristas.

Nesta terça-feira, recebeu a sentença de pena de prisão sem prazo para ser solto, devido a seus problemas psiquiátricos.

Durante o julgamento, ele disse que se sentia “diminuído” por ser ruivo e queria se vingar. Segundo a agência de notícias Reuters, ele tinha, entre seus ídolos, os extremistas do grupo IRA (Exército Republicano Irlandês), porque muitos também eram ruivos.

 

Na Inglaterra, os ruivos, conhecidos como “ginger”, costumam ser alvo de bullying e preconceito.

Colborne possuía anotações manuscritas e livros com instruções para produzir venenos mortais. Policiais encontraram ingredientes para fabricar cianeto na casa dele.

Carregando