Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Kevin Spacey: ‘Alguns políticos dos EUA parecem personagens de ficção’

O ator Kevin Spacey, que interpreta o ambicioso político Frank Underwood na série “House of cards”, da Netflix, ironizou nesta segunda-feira (11) as semelhanças entre seu impiedoso personagem e alguns candidatos à presidência dos Estados Unidos. “Frank Underwood é um personagem de ficção. Alguns dos candidatos presidenciais nos EUA também parecem ser”, declarou Spacey, sem […]

Foto: Reprodução

O ator Kevin Spacey, que interpreta o ambicioso político Frank Underwood na série “House of cards”, da Netflix, ironizou nesta segunda-feira (11) as semelhanças entre seu impiedoso personagem e alguns candidatos à presidência dos Estados Unidos.

“Frank Underwood é um personagem de ficção. Alguns dos candidatos presidenciais nos EUA também parecem ser”, declarou Spacey, sem referências diretas, durante a apresentação das novidades de Netflix no complexo cinematográfico Cité du Cinéma de Saint-Denis, ao norte de Paris.

Spacey traçou um paralelo entre o roteiro da série que protagoniza e a realidade da política americana, comparação que ele diz provocar reflexões.

“Às vezes, quando chego ao hotel após gravar, me pergunto: ‘Fomos longe demais? Será que exageramos?’ Depois ligo a televisão, vejo as notícias e penso: ‘Ficamos aquém'”, brincou o ator.

Consagrado pelas atuações em “Beleza Americana” (1999), de Sam Mendes, que o rendeu o Oscar de melhor ator, e “Os Suspeitos” (1995), de Bryan Singer, pelo qual ganhou a estatueta como melhor coadjuvante, Spacey também mencionou os comentários feitos pela classe política sobre “House of Cards”.

Alguns nomes da política real, tanto democratas como republicanos, se queixam que a série, que mostra a uma ambição e falta de escrúpulos entre a elite política americana, é fantasiosa demais, explicou o ator.

“Outros me dizem: ‘É mais realista do que as pessoas deveriam saber'”, ironizou o protagonista da série, que está na quarta temporada.

O ator americano foi a grande estrela convidada em um evento francês da Netflix, empresa que surgiu em 1997 como um serviço de aluguel de filmes e em duas décadas se tornou líder de transmissões por streaming, com mais de 75 milhões de usuários em 190 países.

Carregando