Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Em aplicativo de encontros, Ministério da Saúde faz campanha para gays

Campanha será feita no aplicativo Hornet, que possui mais de um milhão de usuários no Brasil

Foto: Reprodução

Brasília – O Ministério da Saúde lançou ontem uma campanha de educação sexual para os usuários do Hornet, um aplicativo de relacionamento voltado para o público gay, com o objetivo de divulgar durante os Jogos Olímpicos e Paralímpicos orientações sobre o HIV e outras infecções sexualmente transmissíveis.

Com a campanha, batizada de Close Certo, colaboradores capacitados pelo Ministério da Saúde ficarão de plantão no Hornet, entre os dias 1.º de agosto e 18 de setembro, e passarão aos usuários do aplicativo informações sobre prevenção, diagnóstico, acesso à profilaxia e ao tratamento do HIV/Aids.

Segundo o ministério, o Hornet tem mais de um milhão de usuários no Brasil e a campanha deverá atingir de 5 mil a 7 mil deles. A campanha foi criada em parceria com o Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/Aids (Unaids) e com a Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (Unesco).

“A proposta é levar informação confiável e acessível a todos aqueles que navegam no aplicativo Hornet. Como a média de idade da população do aplicativo no Brasil é de 25 anos, estaremos atingindo o público jovem e de homens que fazem sexo com homens – uma das populações-alvo em nossas ações de prevenção”, disse Adele Benzaken, diretora do Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais do Ministério.

O projeto envolve 18 jovens promotores de saúde, sendo três tutores e 15 colaboradores, segundo o Ministério. Todos já são usuários do Hornet e terão seus perfis sinalizados com a marca do projeto Close Certo e com um laço azul, que indicará aos usuários do aplicativo que eles são voluntários participantes do Close Certo.

A iniciativa não terá nenhum custo para a pasta.

Carregando