Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Candidato ao governo dos EUA, Trump é acusado de assédio sexual

Acusações acontecem em menos de quatro semanas para as eleições presidenciais

Foto: Reprodução

A imprensa norte-americana foi procurada por quatro mulheres para acusar Donald Trump de assédio sexual. Em matérias publicadas nesta quinta-feira (13), as vítimas acusam o candidato à presidência dos EUA pelo Partido Republicano de tê-las tocado e beijado sem o consentimento delas.

Os depoimentos s se referem a acontecimentos ocorridos entre 11 e 30 anos atrás. Um dos relatos é o de Jessica Leeds, que hoje tem 74 anos. Ao jornal The New York Times, Jéssica afirma ter sido molestada em um voo para Nova York. Ainda na mesma notícia, o jornal conta o relato de Rachel Crooks, que afirma ter sofrido assédio do candidato quando trabalhava como secretária do edifício Trump, no centro de Nova York.

No seu twitter pessoal, Trump negou as acusações das mulheres. Disse terem sido fabricadas.

Uma das vítimas é da própria mídia: a repórter Natasha Stoynoff escreveu, ela mesma, para a revista People um artigo em que relata que foi assediada durante o período em que cobria acontecimentos relacionados a Trump, há 12 anos. Ela conta que uma vez chegou a ser empurrada contra a parede e forçada a beijar o empresário. Trump também negou esta acusação.

O jornal Palm Beach Post publicou o relato de Mind McGillivray, hoje com 36 anos, que também afirma ter sido “acariciada por Trump”, sem ter dado consentimento para isso. Segundo ela, o assédio foi há 13 anos, quando estava em Mar-a-Lago, em Palm Beach, na Flórida, enquanto auxiliava um colega em um trabalho de fotografia.

As acusações acontecem a menos de quatro semanas das eleições para a presidência dos Estados Unidos. Em um momento complicado da campanha, quando começa a perder pontos em pesquisas sobre a intenção de votos de eleitores norte-americanos, Trump terá não somente que negar os fatos, mas ser convincente em seus contra-argumentos.

 

 

Carregando