Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

O que é e como age o gás sarin? Confira na matéria

O sarin vem sendo o princípio ativo do atual capítulo da guerra civil na Síria.

O sarin vem sendo o princípio ativo do atual capítulo da guerra civil na Síria. Ele é um arma química criada e usada no século XX. Ditadores e terroristas se aproveitaram das vantagens dessa substância para fazer seus ataques – muitas vezes a inocentes. Mas por que o sarin é usado como arma química e quais são suas características?

O sarin é um agente nervoso, substâncias que agem ao evitar o funcionamento correto de uma enzima que atua como o “interruptor” de músculos e glândulas. Sem esse interruptor, as glândulas e músculos são constantemente estimulados, o que deixa as vítimas cansadas e sem conseguir respirar.

Pode ser usado de diversas formas. Pelo ar, ao ser liberado em um local como aerossol ou por vapor. Pode ainda contaminar água, comida e, quando lançado no ar, pode contaminar plantações. A forma mais perigosa é a primeira – pela qual a vítima pode morrer em poucos segundos. É absorvido pelo corpo por inalação, ingestão, contato com a pele e também com os olhos.

Ele é conhecido por ser altamente mortífero (1 ml em contato com a pele pode matar uma pessoa) e relativamente barato para ser produzido.

Essa substância não é encontrada na natureza – foi desenvolvida em 1938 na Alemanha. A ideia era que agisse como um pesticida, mas seus criadores (chamados de S chrader, A mbros, R üdiger e Van der L in de) descobriram que ele funcionava bem demais. Após isso, governos (primeiramente os nazistas) a estudaram e produziram para adicionar ao seu arsenal.

Saddam Hussein teria matado curdos e iranianos com a arma química. Bashar al-Assad também teria produzido sarin – um dos motivos do foco dos governos estrangeiros nos ataques com armas químicas na Síria.

Carregando