Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Polícia dos EUA busca homem que transmitiu assassinato ao vivo no Facebook

A polícia de Cleveland, nos Estados Unidos, está a procura de um homem que matou a tiros uma vítima escolhida “aleatoriamente” na rua e transmitiu o crime ao vivo pelo Facebook.

A polícia de Cleveland, nos Estados Unidos, está a procura de um homem que matou a tiros uma vítima escolhida “aleatoriamente” na rua e transmitiu o crime ao vivo pelo Facebook.

Steve Stephens

O vídeo, de pouco menos de um minuto de duração, mostra o movimento de alguém dentro de um carro, dizendo “vou matar esse cara agora”, descendo do veículo e interpelando um idoso andando na rua; após um estampido, aparecem imagens do corpo na rua, e a pessoa que segura a câmera volta ao veículo.

Identificado pela polícia como Steve Stephens, de 37 anos, ele diz, em um segundo vídeo, que teria assassinado 13 pessoas e ainda desejava matar outras. Acredita-se que Stephens esteja dirigindo um veículo esportivo creme ou branco. Ele é alto (1,91 m) e negro.

O chefe de polícia da cidade, Calvin Williams, confirmou a morte de Robert Godwin, de 74 anos, mas disse não ter conhecimento de outras vítimas. Calvin pediu que as pessoas não abordem o suspeito, que provavelmente está armado e é perigoso.

O Facebook disse ajudar as autoridades em casos em que haja “ameaça clara à segurança”. A rede social classificou o ato como um “crime horrível” e acrescentou que “não permite esse tipo de conteúdo” no site.

Essa não é a primeira vez que um assassinato é postado ou transmitido ao vivo no Facebook. Em junho do ano passado, um homem foi morto enquanto transmitia imagens de si mesmo nas ruas de Chicago.

Carregando