Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Polícia Militar realiza “Operação Ordem e Progresso”

No Maranhão a operação terá o efetivo de 1.195 (mil e cento e noventa e cinco) policiais e será lançada em todo Estado.

Foto: Reprodução

Fruto da 1ª Reunião Ordinária do Conselho Nacional de Comandantes Gerais das Polícias Militares e Corpos de Bombeiros Militares do Brasil (CNCG-PM/CBM), ocorrida de 4 a 7 de abril de 2017 no Rio de Janeiro, a “Operação Ordem e Progresso” será realizada em todo território brasileiro, nesta quinta-feira, 20 de abril, a partir das duas horas da tarde e terá duração de 24 horas.
A “Operação Ordem e Progresso” é a primeira dessa envergadura, feita de forma conjunta entre as instituições militares estaduais. Conta ainda com esforços adicionais por parte das corporações nas ações de prevenção e manutenção da ordem pública, com vistas à promoção da segurança dos cidadãos brasileiros.

A ação recebe esse nome porque visa contribuir, de forma significativa, para o exercício do papel primordial do Estado, que é a promoção da segurança, condição essencial para a vida em sociedade, da existência da democracia e da realização das outras funções do Estado, como por exemplo, a saúde e a educação. Assim como da iniciativa privada, por meio do turismo, comércio, lazer, geração de emprego, renda e condições desejáveis de vida.
No Maranhão, de acordo com informações do coronel Frederico Pereira, comandante geral da PMMA, a operação terá o efetivo de 1.195 (mil e cento e noventa e cinco) policiais e será lançada em todo Estado. O oficial confirma que em São Luís, o lançamento ocorre às 14h, na Praça Maria Aragão e simultaneamente no interior nas cidades de Bacabal, Balsas, Barra do Corda, Caxias, Chapadinha, Codó, Colinas, Imperatriz, Mirinzal, Pedreiras, Pindaré, Pinheiro, Rosário, Timon, Viana e Zé Doca. “O efetivo da Operação Ordem e Progresso na Grande São Luís é de 657 policiais militares e no interior do Maranhão conta com 538 policiais que atuarão 24 horas na ação, contribuindo significativamente nas ações de segurança do nosso estado”, destaca o comandante.
Como a operação é de âmbito nacional e envolve todas as policias e bombeiros militares do Brasil o efetivo empregado ultrapassa 35.000 (trinta e cinco mil militares). As polícias militares desenvolverão ações visando: apreensões de armas, atendimento de ocorrências, abordagens a pessoas e a veículos, apreensões de veículos irregulares, prisão de pessoas, apreensões de drogas, cumprimento de mandados de busca e apreensão, confecção de Autos de Infração de Trânsito, recuperação de veículos furtados/roubados. Já as ações dos bombeiros visam verificações e fiscalizações em edificações, eventos e estabelecimentos, bem como resgates, atendimentos pré-hospitalares e salvamentos.
O CNCG

O Conselho Nacional de Comandantes Gerais das Polícias Militares e Corpos de Bombeiros Militares (CNCG) é um colegiado composto por todos os Comandantes Gerais de Polícias Militares e Corpos de Bombeiros Militares dos Estados e do Distrito Federal, instituído em 12 de fevereiro de 1993. E tem como presidente o Coronel QOPM Marcos Antônio Nunes de Oliveira, comandante Geral da Polícia Militar do distrito Federal. A diretoria Executiva fica no Distrito Federal.

O Informante