Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Trump demite diretor do FBI

James Comey liderava a investigação da agência sobre alegações de intromissão russa nas eleições presidenciais norte-americanas de 2016 e possível conluio com a campanha de Trump

Foto: Reprodução

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, demitiu abruptamente nesta terça-feira (9) o diretor do FBI, James Comey, que liderava a investigação da agência sobre alegações de intromissão russa nas eleições presidenciais norte-americanas de 2016 e possível conluio com a campanha de Trump

Trump disse que o movimento se deu por conta da maneira como Comey tratou do escândalo do ano passado envolvendo emails da então candidata presidencial democrata Hillary Clinton. Democratas imediatamente acusaram Trump de agir por motivos políticos.

O diretor do FBI esteve envolvido em uma controvérsia em torno da investigação sobre se o uso de um servidor de email privado por Hillary, enquanto chefiava o Departamento de Estado durante o primeiro mandato do presidente Barack Obama.”É essencial que encontremos uma nova liderança para o FBI que restabeleça a confiança do público em sua missão vital de aplicação da lei”, disse Trump em uma carta a Comey, divulgada pela Casa Branca.

Trump afirmou a Comey na carta que aceitou a recomendação do secretário de Justiça, Jeff Sessions, de que ele não poderia mais proporcionar liderança efetiva. O mandato de Comey iria até setembro de 2023.

Os democratas denunciaram o movimento de Trump, que alguns compararam ao “massacre de sábado à noite” de 1973, em que o então presidente Richard Nixon demitiu um promotor especial independente que investigava o escândalo de Watergate.

Trump tinha originalmente criticado o diretor do FBI por não acusar criminalmente Clinton em julho passado, mas depois fez muitos elogios a ele.

Comey disse em julho que o caso dos emails de Hillary deveria ser encerrado sem julgamento, mas 11 dias antes da eleição de 8 de novembro declarou que tinha reaberto a investigação por causa da descoberta de um novo lote de emails relacionados à candidata democrata.

Hillary e outros democratas dizem acreditar que a decisão de Comey contribuiu para a derrota na eleição contra Trump.

O líder democrata no Senado Dick Durbin foi ao plenário do Casa na terça-feira para pedir à Casa Branca que esclareça se a investigação do FBI sobre a interferência russa na campanha presidencial continuará com a saída de Comey.

Carregando