Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Proteína que controla metástase do câncer é encontrada por cientistas

Para chegar a essa descoberta, os pesquisadores realizaram testes com camundongos geneticamente modificados para desenvolver câncer de pele humana.

Foto: Reprodução

A evolução nos tratamentos trouxeram novas formas de encarar o câncer e os pesquisadores continuam a procurar outras maneiras para controlar a doença. Nessa quarta-feira (28), cientistas informaram a científica “Nature” que uma proteína do câncer é capaz de controlar a disseminação da doença a partir da pele para outros órgãos e sugeriram que bloqueá-la pode ser um tratamento efetivo para combater a metástase.

Para chegar a essa descoberta, os pesquisadores realizaram testes com camundongos geneticamente modificados para desenvolver câncer de pele humana. Nomeada de Midkine, essa proteína secretada por melanomas, antes de ser transportada para uma parte diferente do corpo do rato e iniciar a formação do tumor.

O melanoma é a forma mais agressiva de câncer de pele. Esse tipo de câncer é definido pelo crescimento anormal e descontrolado das células que compõem a pele. Qualquer célula que compõe a pele pode originar um câncer, logo existem diversos tipos de câncer de pele.

De acordo com os cientistas, em observações posteriores feitas em humanos, quando os níveis de Midkine nos linfonodos de pacientes com câncer de pele eram elevados, os resultados tendiam a ser “significativamente piores”. Essa condição aconteceu mesmo quando não havia células tumorais nos linfonodos.

“Na Midkine encontramos uma possível estratégia que merece ser considerada para o desenvolvimento de medicamentos”, disse Marisol Soengas, do Centro Nacional de Pesquisa do Câncer em Madri, coautora do estudo a Agence France-Presse (AFP).

Carregando