Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Homem é morto por peidar em mesquita durante o Ramadã?

A notícia correu pela internet nos últimos dias e deixou muito internauta curioso pra saber se isso aconteceu ou é mais uma lenda das redes sociais. Quer saber? Confira na nossa matéria!

A notícia de um homem que teria sido condenado à morte por um juiz paquistanês pelo “crime” de ter soltado flatulências durante o Ramadã ganhou a internet nos últimos dias.

O fato apareceu em vários sites e blogs e fala sobre Muhammad Al-Wahabi, de 33 anos, que sofria de um mal chamado flatulência crônica.

Essa doença teria feito com que o homem acabasse sendo expulso 17 vezes de 6 mesquitas diferentes por peidar excessivamente durante o período do Ramadã (festival religioso mais importante para os muçulmanos).

A notícia conta que um juiz paquistanês teria condenado Muhammad à morte, declarando-o “blasfemo” após a queixa de 53 pessoas que tiveram que deixar uma mesquita durante a oração!

Mas será verdade que o homem da foto abaixo foi condenado à morte por ter “soltado uns punzinhos” durante o Ramadã?

Logo de primeira análise, o homem mostrado na foto não se chama Muhammad Al-Wahabi, e tampouco é paquistanês. Na verdade, seu nome é Behnam Yaali e foi acusado de assassinato, em abril de 2016, no Canadá. Além disso, o texto não cita o nome do juiz que teria dado a sentença ao rapaz.

Como essa história só foi publicada no Brasil em sites especialistas em disseminar notícias falsas, resolvemos fazer uma busca em outros idiomas e o curioso é que nenhum site de notícias daquele país publicou sobre o assunto. Apenas sites de língua inglesa copiaram um mesmo texto e espalharam na web (nos Estados Unidos e Reino Unido).

Descobriu-se então o site humorístico que deu origem ao rumor, o World News Daily Report. Em uma postagem feita no final de junho, o World News Daily Report brinca com uma situação inusitada que poderia ter acontecido, mas que não aconteceu.

O próprio site avisa que nada do que é publicado lá deve ser levado a sério!

Conclusão:

A notícia do homem que foi condenado à morte por ter peidado na mesquita durante o Ramadã é falsa e foi criada em um site humorístico de língua inglesa!

Carregando