Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Carteira de motorista ‘no celular’ começa a valer em 2018

Novo documento poderá ser transportado em aplicativo de smathphone e irá dispensar apresentação da carteira impressa.

Foto: Reprodução

A Carteira Nacional de Habilitação Eletrônica (CNH-e) será implantada em fevereiro do ano que vem após ser aprovada nesta terça-feira (25) pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran). A CNH Eletrônica, como deverá ser chamada, é uma versão do documento impresso com o mesmo valor jurídico. Agora o documento poderá ser “portado” por meio de aplicativo usado em smartphone.

O documento de porte obrigatório em formato digital será comprovado pela assinatura com certificado digital do emissor ou com a leitura do QRCode (uma espécie de código de barras).

A proposta é do ministro das Cidades, Bruno Araújo. “Estamos dando um passo à frente, desburocratizando o processo. Há um conjunto de padrões técnicos para suportar um sistema criptográfico que assegura a validade do documento. Com isso, quem esquece a CNH em casa, não estará sujeito à multa e pontos na carteira. Basta apresentar o documento digital”, afirmou.

Além disso, com esse dispositivo, os agentes de trânsito poderão consultar os dados dos documentos por meio de um aplicativo de celular que está em fase de testes e fará a leitura do QRCode, como já é realizado com a CNH impressa. Vale destacar que a CNH impressa continua sendo emitida normalmente.

Carregando