Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Ex-presidente do Banco do Brasil e da Petrobras é preso pela PF

Aldemir Bendine foi preso na manhã de hoje pela Polícia Federal na 42ª fase da Operação Lava Jato

O ex-presidente do Banco do Brasil e da Petrobras, Aldemir Bendine, foi preso na manhã de hoje pela Polícia Federal na 42ª fase da Operação Lava Jato. Além de Bendine, outras pessoas a ele associadas, pela prática dos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro, dentre outros”, segundo comunicado.

“Segundo as investigações realizadas até este momento, o ex-presidente das instituições mencionadas e pessoas a ele relacionadas teriam solicitado vantagem indevida em razão dos cargos exercidos para que o Grupo Odebrecht não viesse a ser prejudicado em futuras contratações da Petrobras e, em troca, o grupo empresarial teria efetuado o pagamento em espécie de ao menos R$ 3 milhões”, afirma o comunicado da PF.

Ao justificar a prisão de Bendine e outros operadores financeiros, o procurador da República Athayde Ribeiro Costa disse que “é incrível topar com evidências de que, após a Lava Jato já estar em estágio avançado, os criminosos tiveram a audácia de prosseguir despojando a Petrobras e a sociedade brasileira”. De acordo com o MPF, Bendine e os operadores financeiros, presos na operação de hoje, solicitaram propina em 2015; após várias operações da Lava-Jato já terem sido realizadas.

Segundo o Ministério Público Federal (MPF), há evidências indicando que, numa primeira oportunidade, um pedido de propina no valor de R$ 17 milhões foi realizado por Bedine à época em que era presidente do Banco do Brasil, para viabilizar a rolagem de dívida de um financiamento da Odebrecht AgroIndustrial. “Marcelo Odebrecht e Fernando Reis, executivos da Odebrecht que celebraram acordo de colaboração premiada com o Ministério Público, teriam negado o pedido de solicitação de propina porque entenderam que Bendine não tinha capacidade de influenciar no contrato de financiamento do Banco do Brasil”, disseram os procuradores.

Carregando