Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Acusado de homicídio é absolvido em Brejo de Areia

O réu dessa sessão foi Lindomar Silva, que estava sendo acusado de crime de homicídio praticado em janeiro de 2004 contra Raimundo Sousa.

Foto: Reprodução

O Poder Judiciário em Vitorino Freire, através da 1ª Vara, realizou no final de julho uma sessão do júri em Brejo de Areia, termo judiciário da comarca. O réu dessa sessão foi Lindomar Silva, que estava sendo acusado de crime de homicídio praticado em janeiro de 2004 contra Raimundo Sousa, com um tiro de espingarda. A sessão foi presidida pelo juiz Jairon Ferreira de Morais, titular da 1ª Vara de Vitorino Freire.

O inquérito policial relata que Raimundo Sousa teria negociado a venda de uma espingarda para o acusado. Ficou combinado que a conta seria paga com arroz o valor equivalente a R$ 600.00 (seiscentos reais). Em razão da recusa no pagamento do valor da arma, a vítima deslocou-se até a delegacia do Município de Brejo de Areia, quando prestou queixa.

Realizada uma composição amigável entre as partes ficou estabelecida a entrega de 25 (vinte e cinco) alqueires de arroz, no dia 13 de janeiro de 2004, às 16:00 horas. Passado o horário do pagamento do débito, o acusado não quitou a dívida.

Horas mais tarde, Lindomar foi até a casa de um homem identificado como sendo Antônio Borges, chamando por Raimundo, dizendo que queria conversar sobre a venda da arma. Ato contínuo, Raimundo Sousa saiu da residência onde estava quando teria sido atingido mortalmente por um único disparo produzido pelo acusado.

Durante julgamento, o conselho de sentença acatou as teses da defesa e optou, por maioria, pela absolvição do acusado. A sessão foi presidida pelo juiz Jairon Ferreira, tendo como representante do Ministério Público o promotor de Justiça Fábio Portela. Atuaram na defesa do réu os advogados Artur Nunes e Maurício Alves.

(CGJ)