Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Brasil vence a Colômbia no encerramento da fase classificatória

Com três vitórias, sobre Paraguai, Venezuela e Colômbia, seleção brasileira segue para Santiago disputar a semifinal.

De Temuco, no Chile, Clarissa Laurence

A seleção brasileira masculina de vôlei encerrou, nesta quarta-feira (09.08), a fase classificatória do Campeonato Sul-Americano com três vitórias em três jogos. Depois de Paraguai e Venezuela, a equipe dirigida pelo técnico Renan levou a melhor sobre a Colômbia nesta tarde, por 3 sets a 0 (25/14, 25/11 e 25/21), no Ginásio Olímpico Regional UFRO, em Temuco, no Chile.

Combinação de Bruninho com Isac
(Felipe Andaur Suárez)

Agora, a equipe brasileira segue para Santiago, outra sede da competição, onde vão ser disputadas as semifinais e final na quinta (10.08) e na sexta (11.08), respectivamente.

Com a terceira formação diferente na terceira partida, o Brasil começou com o levantador Bruninho, o oposto Renan, os centrais Isac e Maurício Souza, os ponteiros Douglas e Maurício Borges e o líbero Tiago Brendle. Também participaram do jogo o ponteiro Rodriguinho, o levantador Raphael, o central Otávio e o líbero Thales.

Com o dever cumprido na fase classificatória, a seleção brasileira ainda aguarda pelo adversário da semifinal. O líbero Tiago Brendle garante que, para o grupo, não importa qual será o time do outro lado da rede.

“Para nós não importa o rival. Vamos para Santiago para buscar duas vitórias. Essa é a nossa missão, esse é o nosso comprometimento, e, se fizermos por merecer, sexta-feira à noite, o título vai ser nosso”, afirmou o jogador do Brasil.

O técnico Renan também falou sobre o fim desta fase classificatória e já na próxima etapa do Brasil no Campeonato Sul-Americano.

“Nessa primeira fase conseguimos fazer com que todos os jogadores jogassem, de forma muito semelhante, os resultados foram muito bons e agora é pensar na semifinal. Vamos esperar pela definição do adversário e, sem dúvida, entrar com força máxima”, concluiu Renan.

Os confrontos da outra chave acontecem às 19h30 (Uruguai x Peru) e 21h30 (Chile x Argentina).

O JOGO

Com Isac no saque, o Brasil abriu 3/0 logo no começo da partida. A Colômbia buscou e encostou no placar em 3/4. Douglas pontuou e o Brasil abriu dois de diferença em 8/6. No bom saque de Maurício Souza, a seleção brasileira fez 14/10. O time de Renan abriu oito de diferença em 18/10. No bloqueio de Maurício Souza, 23/13. No final, 25/14.

Rodriguinho no saque
(Felipe Andaur Suárez)

Renan abriu o segundo set a favor do Brasil. Bem no saque, a seleção verde e amarela chegou a 7/1 no ponto de Maurício Souza. No ataque do levantador Bruninho, o placar foi a 12/3. Com Isac, o Brasil marcou 16/5. O técnico Renan mexeu bastante no time ao longo da parcial, que foi vencido pela seleção brasileira por 25/11.

A Colômbia abriu o placar do terceiro set. Rodriguinho respondeu para o Brasil. Sem enfrentar dificuldades, a seleção brasileira ainda abriu 4/1. Contando com erros da equipe verde e amarela, os colombianos assumiram o comando do placar em 7/6 e, com ponto de saque, fizeram 8/6. Com Douglas no ataque e Renan no saque, a seleção brasileira deixou tudo igual (8/8). Com Otávio duas vezes, o Brasil marcou 14/12. No bloqueio de Isac, 16/14. A vantagem verde e amarela foi a três em 21/18. Em um set mais equilibrado, o Brasil fechou em 25/21.

Grupo A – Brasil, Colômbia, Venezuela e Paraguai

Grupo B – Chile, Argentina, Uruguai e Peru

TABELA (Horário de Brasília)

07.08

Brasil 3 x 0 Paraguai (25/04, 25/14 e 25/10)

08.08

22h – Venezuela 0 x 3 Brasil (10/25, 16/25 e 14/25)

09.08

15h – Brasil 3 x 0 Colômbia (25/14, 25/11 e 25/21)

10.08 (semifinais)

19h30 – 1º B x 2º A

21h30 – 1º A x 2º B

11.08 (final)

21h30 – Ganhador do jogo 15 x Ganhador do jogo 16