Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Senarc apresenta sete líderes de facção presos na ‘Operação Jansen’

Foram apresentados sete líderes da facção Bonde dos 40, presos nos últimos 20 dias nas regiões do São Francisco e Cohafuma, na capital maranhense.

A “rede” possuía um taxista para realizar o transporte das drogas. (Foto: Divulgação)

Por Nelson Melo

Em uma entrevista coletiva ocorrida na Superintendência Estadual de Repressão ao Narcotráfico (Senarc), em São Luís, na manhã desta quinta-feira (10), foram apresentados sete líderes da facção Bonde dos 40, presos nos últimos 20 dias nas regiões do São Francisco e Cohafuma, na capital maranhense. Durante as incursões, os investigadores apreenderam aproximadamente 100kg de maconha prensada.

O superintendente da Senarc, delegado Carlos Alessandro, explicou na coletiva que o grupo foi procurado durante a “Operação Jansen”, que teve início há quatro meses, com foco na localização dos “cabeças” do Bonde que atuam no São Francisco, Cohafuma, Renascença e Ilhinha, por meio de uma “rede” bem articulada, com atuação até de um taxista, o José Catarino Pacheco. Este era utilizado pela facção para que a polícia não fizesse apreensões de drogas, que eram levadas no veículo de trabalho dele.

O taxista foi encontrado no São Francisco, onde também foram presos Samy Martins; Rogério Campos Fonseca, o “Louvor”, e José Raimundo Nonato Ferreira Pereira, conhecido como “Bibi”. Com essa parte da quadrilha, explicou Alessandro, a Senarc recolheu 20kg de droga. O restante do bando, composto por Wesley da Silva Costa, o “Guri”; Aline Auricéria do Nascimento e Brayson da Silva, foi capturado no Cohafuma, resultando na apreensão de 60kg de maconha.

Mas, em toda a “Jansen”, as equipes apreenderam 100kg de droga, estimados em R$ 200 mil. A renda da venda do material possibilitou uma vida luxuosa aos criminosos, sendo que “Louvor”, por exemplo, possui uma casa pomposa na Rua 2 do São Francisco, toda mobiliada.