Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Acusado de tentativa de feminicídio é julgado em Codó

Conforme a denúncia, esse crime ocorreu em dezembro de 2011.

A 3ª Vara da Comarca de Codó está realizando uma série de julgamentos neste mês, seis no total, constantes na pauta. O primeiro tribunal do júri já ocorreu, tendo como réu Antônio Barbosa Araújo. Ele estava sendo acusado de tentativa de feminicídio praticado contra Silene de Jesus. Considerado culpado, ele recebeu a pena de seis anos de reclusão, a ser cumprida inicialmente em regime semiaberto.

ilustração internet

Conforme a denúncia, esse crime ocorreu em dezembro de 2011 e consta que Antônio teria ligado para Silene e pedido 200 reais emprestados. Ela teria dito que não emprestaria. Pouco tempo depois, ao avistar Silene na rua andando de moto, ele teria batido na moto da mulher de propósito fazendo com que ela caísse.

Ato contínuo, o denunciado desceu do carro e teria disparado quatro vezes contra ela, atingido-a por três vezes, sendo um tiro no peito e dois nas costas de Silene. Em depoimento à polícia, Antônio Barbosa teria confessado a autoria do crime, motivado, segundo ele, pelo desespero e medo de que o relacionamento dos dois chegasse ao fim.

Os próximos julgamentos na unidade judicial acontece nos dias 22, 23, 29, 30 e 31 deste mês. As sessões estão marcadas para o auditório do Salão do Júri do Fórum de Codó e terão a presidência do juiz Ailton Gutemberg, titular da unidade. Os réus são Raimundo Nonato da Conceição, James Dean Silva Rodrigues, Reginaldo Sousa, Francisco Cleiton Delgado, Evilásio Santos, e Messias de Oliveira de Sousa.

O julgamento desta terça-feira (dia 22) traz como réu James Dean Silva Rodrigues, acusado de ter matado a facadas Francisco das Chagas Pereira da Luz. Segundo o inquérito policial, o crime aconteceu em outubro de 2004, quando acusado e vítima discutiram fortemente e, em meio às agressões e empurrões, James Dean teria sacado uma arma branca (faca) e golpeado Francisco das Chagas.

Mesmo ferida, a vítima ainda tentou fugir de James, mas foi alcançada e novamente atingida por golpes de faca. Todo o episódio foi presenciado por várias testemunhas, que confirmaram a intenção de James Dean em matar Francisco das Chagas.

(CGJ)