Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

McGregor revela única chance de Mayweather vencer: “Reencarnar Bruce Lee”

A luta acontece dia 26 de agosto.

© Diego Ribas A os 29 anos, o irlândes é campeão do UFC em categorias de peso diferentes.

Às vésperas do maior combate de toda sua carreira como artista marcial, Conor McGregor dá indícios de que nem mesmo o desafio de subir aos ringues contra o melhor pugilista do século 21 é capaz de fazê-lo perder a marra que lhe é característica. E mantendo as práticas que o elevaram ao posto de um dos maiores falastrões da história dos esportes de combate, o irlandês garantiu que a única chance de Mayweather não ser superado no duelo do próximo dia 26 de agosto é se ele incorporar o espírito de ninguém menos que Bruce Lee nos ringues.

Em entrevista ao canal de sua própria agência ‘The Mac Life’ – que tem como propósito relatar o dia a dia do campeão peso-leve (70 kg) do UFC e entrevistar pessoas próximas a ele -, McGregor fez questão de ignorar o fato de ser o azarão para o combate, e ressaltou que seu estilo pouco convencional de luta será o diferencial quando subir aos ringues e enfrentar o pugilista norte-americano.

“Que outro artista marcial está lá e se parece comigo? Ele precisaria reencarnar Bruce Lee e essa seria a única pessoa que poderia imitar o jeito que eu vou para cima dele. Não sou como qualquer outro artista marcial. Não sou como nenhum outro pugilista. Eu estou na minha própria liga e vou provar isso no dia 26 de agosto”, relatou.

Apesar da já característica confiança, o cenário é amplamente favorável ao seu oponente – visto que, entre tantos fatores, McGregor fará sua estreia no boxe diante do maior nome do esporte dos último anos. No entanto, mesmo com esses aspectos, o irlandês garante que chegará de igual para igual contra o pugilista de 40 anos, até mesmo no que se refere à experiência.

“Estive nesta vida há muito tempo. Eu já estive nessas superlutas. Estou sob este foco há muito tempo, muito mais do que todos os outros adversários anteriores. Então é isso que ele provavelmente está sentindo que irá ajudá-lo, mas eu já vivenciei isso inúmeras vezes”, concluiu.

 

(Ag. Fight)