Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Gengibre é bom pra quê?!

Saiba os benefícios desse tempero e onde colocá-lo para dar sabor às receitas – de sucos a molhos

Foto: Reprodução

Origem: foi Marco Polo que levou o gengibre da Ásia tropical para a Europa — de lá, ela ganhou o paladar do mundo. Conhecido por aqui principalmente pela culinária japonesa, esse tempero também é base de muitos pratos indianos.

Formas de uso: ele pode ser usado tanto fresco como em pó — antes ou durante o cozimento. O que muda é o efeito obtido: a versão fresquinha tem sabor forte e picante, enquanto a ressecada é mais aromática e suave. Fica ao gosto do freguês.

Com o que combina: aposte no gengibre para incrementar as marinadas de frango, peixes e lombo de porco. O condimento também vai bem em receitas com arroz, conservas, molhos para saladas e carnes e vinagres aromatizados. Compotas de frutas, batidas e o tradicional suco verde também ganham frescor com o condimento.

Com o que não combina: o frescor dele briga com o sabor forte de grelhados de carne vermelha e de caça.

Benefícios nutricionais: tem ações antioxidantes e anti-inflamatórias reconhecidas. Por proteger o estômago, é recomendado para quem sofre de refluxo ou gastrite.

Como plantar: O gengibre se desenvolve em vasos espaçosos ou em jardins. A terra precisa ser adubada e não pode ficar encharcada — a planta se adapta melhor em regiões quentes e ensolaradas, atingindo até um metro de altura. O rizoma, que fica logo acima da raiz, deve ser colhido quando as folhas secam.