Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Achados pelos de rato em granola e excesso de insetos em orégano em teste da Proteste

Segundo a Proteste, os testes foram feitos com base no regulamento técnico da Anvisa…

A associação de defesa do consumidor Proteste encontrou pelos de rato na granola Jasmine e excesso de fragmentos de inseto em orégano da Hikari. Os resultados são da segunda fase dos testes de segurança do alimento realizados em amostras de granola, orégano e Ketchup.

Foram analisados também outras três marcas de granola — Mãe, Terra e Kobber–, três de orégano — Kitano, Kisabor e Santa Cozinha — e quatro de ketchup –Heinz, Helmann’s, Arisco, Quero.

Segundo a Proteste, os testes foram feitos com base no regulamento técnico da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), que estabelece os requisitos mínimos para avaliação de matérias estranhas macroscópicas e microscópicas, bem como seus limites de tolerância.

Cada produto, de acordo com a legislação, pode trazer certa quantidade de corpos estranhos. Para o ketchup, são permitidos até 10 fragmentos de insetos, 5 ácaros e 1 fragmento de pelo de roedor em 100g de amostra. No caso do orégano, é considerado aceitável 20 fragmentos de insetos, 5 ácaros, 20 insetos inteiros mortos próprios da cultura e 1 fragmento de pelo de roedor em 10g de amostra. Já para a granola, são permitidos apenas 5 ácaros em 50g de amostra.

A Jasmine não passou no teste, que encontrou pelo de roedor em 50g de amostra.

O orégano Hikari também foi reprovado por ter apresentado 28 fragmentos de inseto em 10g de amostra, o que excede o permitido pela legislação. A mostra continha ainda 1 ácaro morto e 2 insetos inteiros mortos, quantidades consideradas aceitáveis.

Diante dos resultados, a Proteste solicitou aos órgãos fiscalizadores que os produtos em desacordo com a norma sejam retirados do mercado.

O que dizem as empresas?

Em nota, a Jasmine Alimentos disse que já enviou amostras de retenção para um laboratório externo fazer a análise macro e microscópica do mesmo lote avaliado pela Proteste. “A companhia afirma, com segurança, que os rigorosos controles no processo produtivo garantem a eliminação de qualquer risco ou prejuízo à saúde.”

O UOL entrou em contato com a Hikari, que, até o fechamento desta matéria, não se manifestou.

E as demais marcam?

As marcas Granatus, Kobber, Mãe Terra, Heinz, Helmann’s, Arisco e Quero não apresentaram matérias estranhas macroscópicas e nem microscópicas.

Todas as amostra de orégano restantes também estavam de acordo com as regras da Anvisa: Kitano (5 fragmentos de insetos em 10g), Santa Cozinha (15 fragmentos de insetos e 1 inseto inteiro morto em 10g), Kisabor (11 fragmentos de insetos em 10g).