Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Brandão assina documento e dá grande passo por siderúrgica no MA

Cerimônia de assinatura de atos marcou a entrada do estado na rota dos investidores internacionais

Foto: Reprodução

Durante o encerramento do Seminário Empresarial Brasil-China que aconteceu neste sábado (2), na capital chinesa Pequim, promovido pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), o Maranhão entrou para a história. Dentre os onze documentos assinados nos últimos dias, o estado foi o único contemplado entre todas as federações brasileiras.

A assinatura de atos aconteceu na presença de empresários e autoridades chinesas, deputados e ministros brasileiros – dentre eles o das Relações Exteriores, Aloysio Nunes -, além de ter sido avalizado pelo presidente Michel Temer, que discursou após a cerimônia.

O vice-governador Carlos Brandão, que esteve à frente de todo o processo e representou o governador Flávio Dino (PCdoB) neste importante evento, acompanhado do secretário de Indústria, Comércio e Energia, Simplício Araújo, foi quem assinou o documento que reiterou o compromisso do Governo do Maranhão com a empresa do ramo da siderurgia, a CBSteel.

Quando a comitiva retornar ao estado, será possível criar uma lei geral que congregará todos os documentos já assinados entre a CBSteel e o governo do Estado, a fim de que o parque siderúrgico seja definitivamente considerado uma realidade para o Maranhão.

Para Brandão, este foi um momento definitivo. “Transformaremos em lei tudo o que já assinamos para dar segurança jurídica aos empresários que irão se instalar no Maranhão. Neste caso a CBSteel, que fará um investimento de cinco bilhões de dólares em nosso estado, o que vai gerar milhares de empregos nos próximos anos”, afirmou o vice-governador.

Carlos Brandão também avançou nas negociações para a criação de um centro de comercialização e de distribuição de peças e de equipamentos no estado. Desdobrando as conversações iniciadas ainda no Maranhão, representantes da XCMG, empresa chinesa que produz maquinário pesado, estiveram reunidis com a comitiva maranhense, e celebraram a oportunidade de uma parceria.

Ela abre para o Maranhão uma nova porta para a confirmação do seu processo de industrialização. Sendo a XCMG uma empresa de produção de máquinas e equipamentos e através da intenção dela de primeiro montar um centro de distribuição e depois uma unidade fabril, uma nova oportunidade se apresenta para o mercado interno, apontando o Maranhão como um local propício a receber investimentos fabris com capacidade de transformar para melhor a economia regional e a qualidade de vida da população maranhense.