Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Sarney conspira com Temer no Jaburu para barrar denúncia do ‘Quadrilhão’

Peemedebistas do Senado – grupo de Sarney – se queixaram ao governo da possível perda de espaço com o plano de privatizações.

Foto: Reprodução

O presidente Michel Temer chamou neste domingo o ex-presidente José Sarney no Palácio do Jaburu para discutir o cenário político em meio à segunda denúncia de Rodrigo Janot contra o presidente e a cúpula do PMDB, segundo o blog apurou.

A conversa ocorreu após Temer se reunir nos últimos dois dias com aliados e advogados, em São Paulo e em Brasília, para discutir a estratégia jurídica contra a nova denúncia por obstrução de justiça e organização criminosa.

Temer se aconselha com Sarney desde que assumiu a presidência e passou a enfrentar graves crises políticas.

Em agosto, Sarney esteve com Temer para discutir cargos de indicação política no setor de energia, ameaçados com o plano de privatizações.

Peemedebistas do Senado – grupo de Sarney – se queixaram ao governo da possível perda de espaço com o plano de privatizações.

Procurada pelo blog, a assessoria do Palácio do Planalto confirmou o encontro com Sarney, mas disse que ele fez uma “visita de cortesia” e “pediu para o presidente levar um abraço ao ao seu amigo, o secretário-geral da ONU, António Guterres, com quem Temer encontrará na Assembleia Geral em NY. E contou da grande amizade que eles (Sarney e Guterres) têm de “longa data”.
Nesta segunda-feira, Temer irá à posse da nova procuradora-geral da República, Raquel Dodge, onde deve discursar. Logo depois, embarca para os EUA, onde participa da Assembleia-Geral da ONU. (G1)