Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Polícia investiga venda de motocicletas com documentos falsos em Codó

Apenas 12 das 50 motocicletas apreendidas foram levadas para a sede da Polícia Civil em Codó

55 motocicletas com documentação falsa foram apreendidas durante uma operação da polícia militar e civil na zona rural do município de Codó, 290 km da capital. Segundo a corporação, a maioria dos veículos são roubadas e estavam sendo vendidas por um preço abaixo do mercado.

A operação ocorreu durante uma festa que estava sendo realizada no povado Canjico em Codó. Os policiais chegaram de surpresa e conseguiram apreender 55 motocicletas, que estavam com documentação falsa. Por conta do grande número de apreensões, apenas 12  Apenas 12 motocicletas foram levadas para a sede da Polícia Civil em Codó, devido ao grande número de apreensões.

Maioria das motos apreendidas são roubadas e estavam sendo vendidas por um preço abaixo do mercado.

“O caminhão só coube 12 [motocicletas], a gente vai voltar para o interior para pegar as outras motos. Agora o intuito é de avançar essas investigações e identificar essa quadrilha que está levando essas motos para o interior”, disse Rômulo Vasconcelos, delegado da Polícia Civil.

De acordo com a polícia, poucos lavradores que são donos da moto, questionam sobre suas origens e por isso, deverão ser atuados como receptores. O delegado Rômulo Vasconcelos conta que alguns donos de motos são enganados e acabam tendo as motocicletas apreendidas.

“Boa parte dessas motos aqui apresentam nota fiscal falsa, a letra da nota fiscal é vermelha essa nota que é roubada e alguns deles estão sendo passados para trás, enganados, mas tem que ter o cuidado ne. Quando for comprar um bem desse, de valor, tem que vir aqui na cidade, fazer o levantamento dos chassis, da placa, se tiver, para saber a proveniência desse produto”, finalizou.

Apenas 12 das 50 motocicletas apreendidas foram levadas para a sede da Polícia Civil em Codó.