Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Polêmico, glitter para a vagina não é recomendado pelos ginecologistas

Produto virou febre no Reino Unido

Foto: Reprodução

A tradução literal é “poeira da paixão”. Passion dust é um glitter encapsulado, que, quando introduzido na vagina na hora do sexo, deixa tudo purpurinado — a cápsula estoura com a penetração, a lubrificação e o calor. Como se isso não fosse suficiente, o produto ainda tem aroma e sabor de… bala! Parece uma performance carnavalesca, mas a purpurina vaginal, febre no Reino Unido, é extremamente perigosa, alertam ginecologistas.

De acordo com Celia Regina da Silva, ginecologista da UFRJ e membro da Sociedade Brasileira de Laser, qualquer produto introduzido na vagina que não seja adaptado para esta parte do corpo pode causar alergias, reações e até infecções mais sérias. Isso vale para o glitter, e também para óleos e hidratantes. Ela lembra que é importante distinguir os modismos dos tratamentos vaginais, cujo resultado é a melhora do prazer sexual da mulher.

— Uma coisa são as possibilidades de brincadeiras sexuais, que o ginecologista também tem o papel de orientar. Outra são modismos, como o glitter, que podem causar alergias, alterações da flora vaginal e infecções. Esses são muito perigosos para a saúde vaginal da mulher — ressalta Celia.