Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Defesa de Lula apresenta recibos que comprovam pagamento de alugueis

Os documentos datam de agosto de 2011 a dezembro de 2015. O Ministério Público Federal aponta que o imóvel faria parte de um suposto pagamento de propina da Odebrecht ao político.

Nesta segunda-feira (25), a defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva apresentou recibos referentes aos pagamentos de alugueis do apartamento vizinho ao que o petista mora, em São Bernardo do Campo, na Grande São Paulo. Os documentos datam de agosto de 2011 a dezembro de 2015. O Ministério Público Federal aponta que o imóvel faria parte de um suposto pagamento de propina da Odebrecht ao político.

De acordo com a denúncia, Glaucos da Costamarques, parente do pecuarista José Carlos Bumlai, comprou o imóvel com dinheiro da Odebrecht. O objetivo seria entregar o apartamento a Lula, que alugava o apartamento desde que assumiu a Presidência.

Em seu depoimento, Glaucos tinha dito à Justiça que só começou a receber os valores referentes ao aluguel a partir de 2015, apesar de ter declarado à Receita Federal que a família de Lula tinha quitado todos os valores desde 2011, quando firmou contrato com a ex-primeira-dama Marisa Letícia.

Defesa de Lula apresenta recibos que comprovam pagamento de alugueis
Defesa de Lula apresenta recibos que comprovam pagamento de alugueis

“Na ausência absoluta de qualquer elemento que pudesse dar sustentação à fantasiosa tese de que o Peticionário [Lula] teria sido beneficiado com recursos provenientes de contratos com a Petrobras, a Força Tarefa da Lava Jato elegeu artificialmente uma relação privada de locação entre o Sr. Glaucos da Costamarques (locador) e D. Marisa Letícia Lula da Silva (locatária), envolvendo o citado apartamento 121 do residencial Hill House, no principal assunto da ação e dos questionamentos apresentados a Lula durante seu interrogatório em 13/09”, disse a defesa do ex-presidente na petição que apresentou o documento a Moro.