Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Mal comum em cães, halitose pode indicar algumas doenças graves

Quatro entre cinco animais adultos sofrem de halitose, um problema que pode sinalizar doenças graves.

Foto: Reprodução

Quando são filhotes, eles têm um cheirinho delicioso na boca. Porém, com o passar dos meses, cães e gatos costumam ficar com um bafo terrível… E a culpa é de quem? Do tutor, que não escova os dentinhos dos melhores amigos. Por causa da má higiene, a halitose (doença periodental) acaba afetando quatro entre cinco animais adultos.

O problema surge devido à falta da escovação dentária e pode ser um alerta de que algo não vai bem com a saúde do amigão. Segundo o veterinário especializado em odontologia Marco Antonio Leon, a halitose não é uma doença, mas o sintoma de algum problema na boca. “A halitose não é transmissível e é o principal aliado do dentista veterinário para o diagnóstico”, explica.

O veterinário ressalta que um erro muito comum é tratar o sintoma e não a doença. Não adianta usar gel, espumas, líquidos ou, nos piores casos, antibióticos, porque tais atitudes apenas inibirão a halitose, em vez de tratar a causa real por trás desse problema.

Segundo Leon, o tipo de alimentação não tem relação com a doença periodontal nem com outros problemas bucais comuns. “Não importa se o paciente come alimento caseiro, ração seca ou alimento úmido, a chance de desenvolver doença periodontal, acúmulo de tártaro e gengivite é a mesma. A doença periodontal começa com acúmulo de placa bacteriana sobre os dentes e esta película aderida deve ser removida na escovação dentária diária. O tipo de alimentação não tem quase nenhuma influencia sobre este processo”, explica.

O tratamento indicado é dividido em dois momentos. O primeiro acontece em casa, com a limpeza diária dos dentes, seja com uso das cerdas de uma escova indicada para animais ou com uma gaze enrolada no dedo. Essa escovação pode ser feita uma vez ao dia.

Um segundo momento é com a ajuda de um médico veterinário especializado no assunto para realizar uma limpeza dentária profissional, que inclua raspagem e polimento dentário, radiografias, extrações etc. Segundo o veterinário, o ideal é levar o pet para avaliações anuais.