Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Cruzeiro e Flamengo decidem o título da Copa do Brasil

Partida decisiva será nesta quarta-feira, às 21h45, no Mineirão.

Foto: Divulgação/Flamengo

Cruzeiro e Flamengo fazem a grande decisão da Copa do Brasil nesta quarta-feira, às 21h45 (de Brasília), no Mineirão, em Belo Horizonte, Minas Gerais. Na partida de ida, empate por 1 a 1 no Maracanã, no Rio de Janeiro. E quem ganhar dessa vez vai erguer a taça, sendo que qualquer empate levará a definição para os pênaltis, pois no caso da final não é levado em consideração os gols anotados fora de casa. Além de erguer um dos troféus mais importantes do país, o campeão estará classificado para a fase de grupos da próxima Copa Libertadores.

Os dois treinadores entendem que a final desta quarta-feira não tem favoritos. “Vamos procurar tirar proveito do fator campo, mas não considero o Cruzeiro o grande favorito, pois são dois grandes times. Espero um duelo muito equilibrado”, disse Mano Menezes, comandante do Cruzeiro.

A opinião é semelhante à do colega flamenguista, Reinaldo Rueda: “Vejo que a decisão está em aberto e que qualquer coisa pode acontecer. São dois grandes clubes, que se prepararam muito para este momento e que sabem o que representa este título”.

Se preparar para um duelo desses, na visão do goleiro Fábio, do Cruzeiro, é estar pronto para não errar. Ele já viveu traumas em momentos decisivos por conta de falta de atenção, como em 2009, quando a Raposa perdeu por 2 a 1 para o Estudiantes, da Argentina, no Mineirão, e viu o rival erguer a taça da Copa Libertadores.

“Na carreira, quando você passa por muitas situações precisa tirar proveito das experiências, mesmo as ruins. Em uma derrota como aquela as lições é o que se aproveita, e dali aprendi que não se pode vacilar em uma única jogada em um único segundo. Portanto, precisamos estar atentos, porque o Flamengo vai aproveitar se errarmos. Cabe a nós tirar proveito de algum descuido rival”, disse o goleiro.

Manter a concentração ao longo dos noventa minutos, porém também é uma estratégia flamenguista. “A temporada já mostrou que os descuidos são fatais. Que um erro simples pode custar o trabalho de um ano todo. Estamos respirando essa decisão contra o Cruzeiro desde que a vaga foi conquistada para a final e por isso mesmo não podemos ter vacilos em campo nesta quarta-feira. Vai ser complicado, fora de casa, o adversário vai pressionar, vai tentar encontrar espaços, e não podemos permitir. O Flamengo precisa jogar como quem sabe que a decisão se ganha em cada dividida, em cada bola recuperada, em cada espaço que fechamos em nosso setor defensivo. Estamos preparados para fazermos aquilo que o torcedor espera de nós para que a gente possa conquistar esse título, que seria importante para a carreira de todos os profissionais do Flamengo”, analisou o zagueiro Réver.

Em termos de escalação, Alisson ainda é dúvida no time do Cruzeiro. Ele teve uma entorse com lesão grau um no ligamento colateral medial do joelho direito, mas se recuperou a tempo e pode até começar jogando na vaga de Rafinha. A outra dúvida era no ataque, no qual o uruguaio De Arrascaeta disputava posição com Raniel pela vaga deixada por Rafael Sóbis, suspenso por acúmulo de cartões amarelos, mas o zagueiro Léo confirmou quem será o dono da vaga.

“Sabíamos que na primeira etapa (no Maracanã) o Guerrero não ia jogar (pois estava suspenso), mas o Flamengo tem jogadores importantes para suprir isso. Como foi o Paquetá. As coisas, agora, se inverteram, mas a preocupação, tem que ser a mesma. Guerrero é um bom jogador, tem que ser marcado de perto, claro. Sobis é um bom jogador, que é experiente e decisivo, mas não vai estar. Vai estar o Raniel, que vem pegando confiança, evoluindo dentro do clube, esperamos que ele tenha confiança”, destacou o camisa 3.

Assim, Mano terá um homem de referência na área. Já Arrascaeta, que retornou recentemente de lesão no joelho, fica como opção para o segundo tempo. Vale lembrar que foi dele o gol de empate, no duelo de ida. A outra dúvida que o treinador tinha já foi esclarecida. Na direita, Ezequiel ganhou a vaga e Lucas Romero ficará como opção no banco de res

Pelo lado do Flamengo, Everton segue sendo a maior dúvida, devido a uma lesão na panturrilha direita. Rueda confirmou, em entrevista coletiva, que o atacante treinou normalmente nesta terça-feira e está recuperado, porém a decisão sobre sua titularidade será decidida apenas antes da partida. Caso ele não inicie o jogo, Lucas Paquetá seria a opção mais concreta. Vinícius Junior e Gabriel também são citados por Rueda, que ainda cogita improvisar o peruano Miguel Trauco, promovendo a entrada de Renê na lateral. Além disso, com fratura no punho esquerdo, o goleiro Thiago cede a vaga ao questionado Alex Muralha. Isso porque Diego Alves não foi inscrito na Copa do Brasil, assim como o zagueiro Rhodolfo, o meia Everton Ribeiro e o atacante Geuvânio.

FICHA TÉCNICA
CRUZEIRO X FLAMENGO

Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data: 27 de setembro de 2017 (Quarta-feira)
Horário: 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Luiz Flavio de Oliveira (SP)
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse (SP) e Danilo Ricardo Simon Manis (SP)

CRUZEIRO: Fábio, Ezequiel, Léo, Murilo e Diogo Barbosa; Henrique, Hudson, Robinho, Thiago Neves e Alisson (Rafinha); Raniel
Técnico: Mano Menezes

FLAMENGO: Alex Muralha, Rodinei, Réver, Juan e Miguel Trauco; Gustavo Cuéllar, Willian Arão, Diego e Lucas Paquetá (Gabriel ou Vinícius Junior); Orlando Berrío e Paolo Guerrero
Técnico: Reinaldo Rueda

(Gazeta Net)