Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Narcos: Após morte, série depende de segurança

Na saída de um aeroporto nos Estados Unidos, o ator disse que a integridade das pessoas deve ser a prioridade.

© AdoroCinema AdoroCinema

Pedro Pascal afirmou que seu retorno para a quarta temporada de Narcos está condicionado à segurança da equipe que trabalha na série. Em conversa com o site TMZ na saída de um aeroporto nos Estados Unidos, o ator disse que a integridade das pessoas deve ser a prioridade.

“Não posso fazer [meu papel na série] se não for seguro. Estamos falando de vidas. Se eles querem continuar, eles vão descobrir um jeito de ser seguro”, revelou o ator, que se tornou o protagonista da aclamada série distribuída pela Netflix após a morte de Pablo Escobar, vivido por Wagner Moura nas duas primeiras temporadas do drama policial baseado em fatos reais sobre o tráfico de drogas na América Latina.

No último dia 11 de setembro, o mexicano Carlos Muñoz foi assassinado na Cidade do México enquanto buscava locações para a próxima temporada de Narcos. Muñoz trabalhava como assistente de produção da série e seu corpo foi encontrado no seu carro, abandonado em uma localidade da cidade rural de Temascalapa, no interior do estado do México. Muñoz tinha 47 anos e trabalhou encontrando locações para produções hollywoodianas como 007 Contra Spectre, Sicario: Terra de Ninguém, Velozes e Furiosos 4 e Resident Evil 3: A Extinção.

“Sabemos do falecimento de Carlos Muñoz Portal, um respeitado gerente de locações, e oferecemos nossas condolências a seus familiares”, diz uma nota oficial publicada pela Netflix. “Os fatos ainda são desconhecidos, e as autoridades continuam a investigar o que aconteceu.”

Eric Newman, showrunner da série, afirmou em entrevista recente que não tem certeza se o Agente Javier Peña, vivido por Pascal, retorna para a quarta temporada da atração, que pode focar na ascensão do Cartel de Juárez, após a série retratar os cartéis de Medellín e Cali.

(Adorocinema / Autor: João Vitor Figueira)