Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Diego lembra: ‘Não paguei para ser o melhor do torneio’

Mesmo abatido após o vice-campeonato, Diego pede força para o elenco rubro-negro saber digerir esse momento.

© Fornecido por Lance

Após a derrota nos pênaltis para o Cruzeiro na grande final da Copa do Brasil, poucos jogadores do Flamengo falaram com a imprensa na zona mista. Diego, que perder sua cobrança, não se escondeu e fez questão de responder as perguntas dos jornalistas.

Muito se perguntou sobre uma possível queda de rendimento individual no time e o camisa 35 concordou que “não passa por bom momento”. Apesar disso, não se vê em decadência e até lembrou o fato de ter conquistado o prêmio de craque da Copa do Brasil.

“Acho que não paguei ninguém para ser o melhor do torneio. Se isso aconteceu, é porque tenho algum mérito. Não vivo meu melhor momento individual dentro do Flamengo, mas também não venho de uma queda brusca”, avaliou o meia do Flamengo.

Mesmo abatido após o vice-campeonato, Diego pede força para o elenco rubro-negro saber digerir esse momento e criar forças para dar a volta por cima. O Flamengo está nas quartas de final da Copa Sul-Americana – enfrenta o Fluminense – e aparece em 7º lugar no Campeonato Brasileiro, faltando 13 rodadas para o fim.

“Foi um golpe duro. Estamos decepcionados. É dia de assimilar. Ainda temos o Brasileiro e a Sul-Americana, dois caminhos mais longos do que seriam a Copa do Brasil. Vai depender da nossa reação. Temos que seguir tentando e fazer nosso melhor. Acredito que vamos terminar essa temporada em alta”, aposta o armador.

O elenco rubro-negro deixou Belo Horizonte no começo da madrugada de quinta-feira e desembarcou horas depois no Rio. O Flamengo terá que juntar os cacos rapidamente, pois enfrenta a Ponte Preta, na próxima segunda-feira, pelo Brasileirão.

(Torcedores.com / Autor: Matheus Martins Fontes)