Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Conar notifica Bruna Marquezine pela segunda vez

Órgão determinou que a atriz identificasse em posts recentes da Fiat Argo e Eudora que se tratava de publieditorial

Foto: Reprodução

O Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária (Conar) notificou a atriz Bruna Marquezine por posts publicitários veiculados no Instagram sem identificação. Em postagens da Fiat Argo e da marca de beleza Eudora, a atriz não deixou claro aos seus seguidores de que se tratava de uma ação publicitária.

Marquezine teve que incluir a hashtag (#) publi. Em outubro do ano passado, a atriz já havia sido notificada pelo Conar para excluir uma foto do seu Instagram em que segurava um copo da cerveja Skol em um camarote da marca de cerveja, durante as Olimpíadas. No caso, as normas do órgão definem que propaganda com bebida alcoólica tem que ser feitas com pessoas maiores de 25 anos.

Outros casos de ações com influenciadores já foram motivos de polêmica. Em fevereiro deste ano, a instagramer fitness Gabriela Pugliesi participou de um evento para funcionários da Unilever. Na ocasião, ela falou sobre a adoção de hábitos saudáveis e deu aulas de exercícios. O Conselho Regional de Educação Física do Rio de Janeiro (CREF) denunciou Pugliesi por realizar o ofício sem ser credenciada para tal.

Também em fevereiro, um dos casos mais polêmicos envolvendo influenciadores trouxe a discussão sobre transparência. Após uma matéria da Folha de S.Paulo revelar que um vídeo do canal Você Sabia?, no YouTube, foi patrocinado por um valor estimado de R$ 65 mil pelo governo de Michel Temer para defender a reforma do Ensino Médio. Também veio à tona o fato de o conteúdo pago não estar identificado.