Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

Roseana Sarney entre a candidatura ao governo ou a deputada estadual em 2018

Nas últimas duas semanas, Roseana Sarney tem dito a correligionários que será candidata a governadora, mas tem se negado a pôr uma data para fazer o anúncio

Foto: Reprodução

A ex-governadora Roseana Sarney (PMDB) será candidata em 2018. A peemedebista não decidiu se a candidatura será ao governo estadual ou a deputada estadual. A decisão virá após as pesquisas que estão sendo pelo cientista político Antonio Lavareda, ‘guru eleitoral’ de Roseana.

Enquanto aguarda pelas avaliações de Antonio Lavareda, a ex-governadora tem mantido uma agenda intensa de reuniões com aliados tanto no Maranhão quanto em Brasília (DF), desde meados de setembro.

Roseana Sarney acionou Antonio Lavareda – que tem estreitas relações com o PSDB – após obter de um instituto de pesquisa local, o dado que o governador Flávio Dino (PCdoB) tem 80% de chances de se reeleger.

Nas últimas duas semanas, Roseana Sarney tem dito a correligionários que será candidata a governadora, mas tem se negado a pôr uma data para fazer o anúncio de uma provável quinta candidatura ao governo maranhense. Ela diz apenas, que segue o calendário da conjuntura nacional.

Na semana passada, se reuniu com o presidente Michel Temer (PMDB) – a convite dele – no Palácio Jaburu em Brasília. Na reunião, além de discutirem, além das estratégias de defesa do presidente sobre a segunda denúncia por obstrução de Justiça e organização criminosa, Roseana tratou da sua candidatura ao governo estadual.

Durante a semana, Roseana reuniu-se com cinco correligionários: senadores João Alberto e Edison Lobão (PMDB), deputados Roberto Costa (estadual) e João Marcelo (federal) e o ministro Sarney Filho, irmão de Roseana e pré-candidato ao Senado pelo PMDB.

O senador Edison Lobão revelou que antes desse último encontro, teve uma reunião na casa da ex-governadora Roseana em Brasília, em que ele, o ex-presidente José Sarney, Sarney Filho e o senador João Alberto, que a peemedebista “aceitou entrar na disputa por seu partido”.

REJUVENESCER

Um dirigente peemedebista afirmou ao Jornal Pequeno, que os senadores Edison Lobão e João Alberto Souza se tornam empecilhos à definição da candidatura de Roseana Sarney ao governo quanto se colocam como pré-candidatos ao Senado e a vice-governador na chapa roseanista.

“A Roseana sabe que qualquer bom resultado dela em pesquisa neste momento é ‘recall’ de eleições anteriores, e de suas gestões. Quando se coloca os nomes de Lobão e João Alberto os resultados são muitos ruins, eles se tornam um fardo para ela”, contou o parlamentar.

Segundo o deputado do PMDB, João Alberto Souza começa a compreender a ideia de “rejuvenescer” uma provável chapa eleitoral de Roseana Sarney, e já apresentou para credenciamento o deputado estadual Roberto Costa.

A avaliação de remoçar a chapa roseanista apareceu numa análise preliminar do cientista político Antonio Lavareda, veio junto também a ideia do “grau de fragmentação na oferta de candidatos”. Até aqui são pré-candidato ao governo do Maranhão, a ex-prefeita e ex-deputada Maura Jorge (Podemos) e o senador Roberto Rocha (PSDB).