Fechar
Buscar no Site
O ÓRGÃO DAS MULTIDÕES

DEM desiste de Doria e foca em Luciano Huck

Democratas dizem que não vão entrar num “projeto kamicaze” de comprar briga com o PSDB, um aliado histórico, e com Geraldo Alckmin para lançar o prefeito ao Planalto.

Foto: Reprodução

Devido a última pesquisa Datafolha, o DEM tem se mostrado desanimado com a candidatura de João Doria (PSDB) à presidência da República. Por várias vezes, o partido se reuniu com o prefeito de São Paulo e abriu as portas para ele, mas o discurso mudou.

Democratas dizem que não vão entrar num “projeto kamicaze” de comprar briga com o PSDB, um aliado histórico, e com Geraldo Alckmin para lançar o prefeito ao Planalto. O foco do DEM se voltou para Luciano Huck, com quem a sigla mantém encontros frequentes

Consensual. A avaliação de um integrante da cúpula do DEM é que se João Doria iniciar uma tendência de queda irreversível nas pesquisas “nem ele será candidato se tiver juízo”.

Pode entrar. A desconfiança do DEM com João Doria não significa que as portas do partido se fecharam para ele. Ninguém vai negar abrigo para o prefeito da maior cidade do País, já a vaga de candidato…

#ficaadica. Embora animado com Luciano Huck, o DEM pode apoiar a candidatura de Geraldo Alckmin ao Planalto caso o tucano escolha o secretário Rodrigo Garcia para ser seu candidato ao governo de São Paulo.

Vai logo. Durante o julgamento do Supremo sobre medidas cautelares, ministros usaram o sistema de mensagem eletrônica interna para pressionar a presidente Cármen Lúcia a encerrar logo a sessão, o que ajudou a tensioná-la.

No-show. Era véspera de feriado e três ministros disseram que tinham voo marcado. Além de outro que queria sair às 18 horas. A sessão foi até às 22 horas.

Bola cantada. Alvo de críticas por ter votado a favor de submeter ao Congresso medidas cautelares contra parlamentares, Cármen Lúcia disse a interlocutores, ontem, que estava triste, mas não surpresa.

Do jogo. A ministra foi para a sessão sabendo que iria desempatar o placar.

Dois V. Amigo de Aécio Neves, o senador Antonio Anastasia tem demonstrado confiança de que o tucano terá o mandato de volta.